Por Cristopher Morais, 29 de setembro de 2021

Saúde mental e retenção de alunos: entenda a relação e como sua escola de idiomas pode agir

Saiba como problemas de saúde mental aumentam a evasão escolar e como sua escola de idiomas ou cursos livres pode fortalecer a retenção de alunos.

Relação entre saúde mental e retenção de alunos| Sponte

A pandemia foi — e continua sendo — um período delicado que atingiu toda a sociedade. Além dos desafios relacionados à saúde, os últimos dois anos trouxeram questões econômicas que afetaram muitas famílias, sem falar no medo, na insegurança e nas dificuldades do isolamento social.

Todos esses problemas repercutiram profundamente no emocional das pessoas e afetaram diretamente a relação delas com o trabalho, com a escola, com amigos e até com a própria rotina. Consequentemente, escolas de idiomas e cursos livres também foram atingidas.

Nesse cenário, por ser um tipo de atividade considerada por muitos como não obrigatória, o ensino de cursos livres acabou sofrendo com a evasão de alunos, causando problemas de arrecadação e de fluxo de caixa, o que compromete seriamente as atividades da escola.

Para ajudá-lo a contornar esse problema, neste artigo, falaremos especificamente sobre a saúde mental e como ela está ligada à questão de retenção de alunos que muitas escolas de idiomas estão enfrentando no momento.

E mais: além de entender essa relação, conheça algumas formas de aumentar a adesão dos alunos, com ferramentas poderosas que te ajudarão nessa tarefa.

Saúde mental e seu impacto na retenção de alunos
Como sua escola de idiomas pode melhorar a retenção de alunos neste cenário?
Quais ferramentas sua escola pode usar para reforçar a retenção de alunos?

Saúde mental e seu impacto na retenção de alunos

 Relação entre saúde mental e retenção de alunos| Sponte

O tema saúde mental tem ganhado bastante destaque nos últimos anos. No entanto, durante a pandemia de covid-19, ele se tornou ainda mais central, pois o vírus e suas consequências impactaram profundamente a forma como as pessoas vivem e enxergam o mundo.

Segundo uma pesquisa realizada pelo instituto Ipsos, encomendada pelo Fórum Econômico Mundial, 53% dos brasileiros declararam piora em seu bem-estar mental durante a pandemia.

Além do isolamento e da pressão do cenário pandêmico, o medo da covid-19 também foi um fator que afetou a saúde mental dos brasileiros. A sensação de insegurança afastou as pessoas umas das outras e de atividades que antes estavam presentes em seus cotidianos, como o aprendizado de novos idiomas.

Há que se considerar, também, que o Brasil está passando por um período de instabilidade econômica acentuada. Na pandemia, muitas pessoas perderam o emprego, o que significa que suas famílias tiveram a renda diminuída drasticamente, ou até por completo.

Obviamente, isso limita o acesso a bens e serviços, mas o problema vai além: as preocupações em relação à saúde financeira aumentam consideravelmente o nível de estresse, o que pode desencadear questões sérias de saúde mental, como ansiedade patológica.

Isso sem contar as pessoas que contraíram covid-19. Estudos recentes indicam que a depressão pode ser uma das sequelas deixadas pela doença e perdurar mesmo depois da recuperação do paciente.

E, claro, não podemos desconsiderar as pessoas que perderam entes queridos durante a pandemia. Ou seja, um momento de fragilidade emocional extremo, que também pode ser um catalisador de um quadro depressivo.

A depressão, infelizmente, se tornou um problema de saúde mental generalizado, assim como a ansiedade, afetando diretamente a motivação das pessoas. 

  • Alunos que enfrentam esses desafios terão muito mais dificuldade de manterem-se engajados nas escolas de idiomas e a tendência é que abandonem o curso.

Mas como a escola pode, de forma sensibilizada, atuar diretamente sobre essas questões e evitar a evasão de alunos, mesmo em um período tão turbulento? É isso que veremos a seguir.

Como sua escola de idiomas pode melhorar a retenção de alunos nesse cenário?

Como vimos, problemas de saúde mental podem afetar a retenção de alunos, pois dificultam a motivação deles em dar continuidade aos seus estudos na escola de idiomas.

Portanto, é essencial contar com boas estratégias para motivar os alunos, evitar a evasão e prezar pelo bem-estar do estudante em sua escola. Confira:

Esteja atento à saúde mental de seus alunos

 Relação entre saúde mental e retenção de alunos| Sponte

Quando o assunto é saúde mental, a melhor forma de lidar com os desafios é buscar um especialista. Muitas pessoas nem sempre têm consciência de seu próprio problema, da necessidade de procurar ajuda ou dos caminhos para encontrar esse apoio.

Sua escola de idiomas pode auxiliar nesse processo, especialmente para ajudar o aluno a cuidar de si. Para isso, oriente professores e outros profissionais da equipe a prestarem atenção no comportamento e nas posturas dos alunos. 

Em casos de comportamentos que indiquem problemas de saúde mental — como repentino afastamento dos colegas, falta de atenção, ausência de motivação, entre outros —, pode ser interessante ter uma conversa com o aluno, ou com seus pais ou responsáveis, caso ele seja menor de idade. 

Nessa conversa, mostre-se aberto para discutir a questão do ponto de vista da escola a fim de não dê a entender que você está se intrometendo na vida pessoal do aluno. Fale sobre a produtividade em aulas e sobre o aprendizado, e como isso pode estar sendo afetado. Então, a partir das respostas é possível avaliar a recomendação de apoio psicológico.

É válido contar com parcerias com psicólogos da cidade para que sua escola possa oferecer descontos aos alunos interessados em cuidar da própria saúde mental.

Sabemos que essa não é uma obrigação da sua escola. Afinal, os estudantes passam poucas horas semanais em seu ambiente. Contudo, oferecer esse cuidado e essa atenção pode ser um importante diferencial para a retenção dos alunos.

Esteja aberto a negociações e tenha opções de pagamento

Questões financeiras podem ser motivo de estresse e ansiedade para os alunos, especialmente falando dos que já são adultos. Lidar com todas as responsabilidades da vida não é fácil e muitas vezes é preciso tomar decisões baseadas nas possibilidades atuais de cada um.

Dessa forma, muitos tendem a não priorizar seus cursos de língua estrangeira ou de cursos livres, decidindo cancelar suas matrículas. 

Nesses casos, o gestor pode agir, mostrando-se disposto a negociar com o aluno que dê sinais de desistência. 

Mas, para que essa ação dê resultados, é essencial contar com planos que sejam vantajosos para o aluno e para a instituição, como oferecer formas diversificadas de pagamento, parcelamento e até mesmo verificar se há a possibilidade de dar descontos na mensalidade.

Uma excelente opção para facilitar o pagamento dos alunos e ajudar em sua retenção é a cobrança recorrente via cartão de crédito, como se sua escola oferecesse um serviço de assinatura. 

Quando a escola de idiomas dá opções ao aluno, a tendência é que ele reconsidere sua decisão e permaneça matriculado. Isso também alivia a insegurança e ansiedade do estudante, causadas pelo medo de não conseguir cumprir financeiramente com o contrato.

Proponha uma rotina de estudos equilibrada

A pandemia mudou tanto a forma como trabalhamos e estudamos que, mesmo realizando essas atividades em casa, elas se tornaram mais intensas. Essa transformação também é motivo de estresse e ansiedade para os alunos, que podem sentir como se não fossem dar conta de todas as suas obrigações.

Além disso, estudar um novo idioma ou um curso livre requer dedicação e prática, caso contrário, ele não será tão efetivo quanto poderia e o estudante não terá o progresso desejado.

Isso gera uma sobrecarga nos alunos, sobretudo para as crianças, que ainda não entendem muito bem como podem gerenciar seu tempo. Então, é interessante que a escola auxilie-os nessa questão, propondo uma rotina de estudos que seja eficiente e, ao mesmo tempo, não os sobrecarregue.

A iniciativa pode ser levada pelos professores, que apresentarão as melhores maneiras de manter essa rotina, desenvolvendo o senso de organização e autonomia do aluno, mantendo-o motivado a continuar estudando.

Mantenha um canal de comunicação ativo

É fundamental que a comunicação escolar com alunos, pais e responsáveis seja eficiente. Isso impacta no engajamento deles e até na saúde mental dos estudantes, que terão mais facilidade ao conciliar a rotina do curso com seus outros compromissos.

Para isso, clareza, responsabilidade e agilidade na comunicação são qualidades essenciais. A escola precisa garantir que sua mensagem chegue ao aluno e este precisa saber que será ouvido e levado em consideração, especialmente se está passando por um momento delicado.

Portanto, a gestão escolar deve se fazer presente e aberta a acolher os estudantes, para que eles se sintam parte da comunidade escolar, com condições de continuarem seus estudos.

Quais ferramentas sua escola pode usar para reforçar a retenção de alunos?

Para colocar essas e outras estratégias em prática e melhorar a captação e a retenção de alunos, é fundamental contar com as ferramentas certas. Com a tecnologia, seu centro de ensino se torna mais eficiente, organizado e atrativo para os estudantes: algo que é essencial para manter seu faturamento neste período desafiador.

SMS, e-mail e WhatsApp

Mensagens de texto são uma ótima maneira de contatar os alunos, pais e responsáveis. Isso porque são práticas, a leitura é rápida e é possível disparar várias de uma só vez, otimizando o tempo de trabalho da equipe.

Um bom sistema de gestão escolar para idiomas e cursos livres precisa oferecer essa facilidade aos seus usuários, com ferramentas de mensagens instantâneas integradas ao sistema. 

No Sponte, por exemplo, é possível até realizar verdadeiras campanhas, seja pensando na comunicação interna ou no marketing, com a funcionalidade de programação de envio de mensagens.

Assim, não é preciso que seus colaboradores fiquem “cuidando” desse serviço, pois os SMS ou e-mails serão enviados automaticamente, no dia e horário planejado.

Isso tem um ótimo potencial inclusive na hora de enviar recados e engajar a comunidade escolar de forma rápida, eficiente e automática.

Recursos de CRM

O Customer Relationship Manager é uma lógica utilizada por empresas de diferentes áreas para administrar as interações com seus clientes, com o intuito de compreender suas necessidades de maneira mais completa.

Essa estratégia pode ser facilmente aplicada em uma escola de idiomas com as ferramentas certas. 

O software Sponte, por exemplo, conta com bons recursos de CRM para gerenciar as informações dos alunos, permitindo que a gestão tenha insights sobre suas necessidades e proponha soluções que melhorem a retenção.

Funil de vendas

O funil de vendas é uma técnica do marketing em que a gestão consegue rastrear — e até certo ponto guiar — o caminho que o cliente faz do momento em que conhece a empresa até a conversão e fechamento da venda.

Em uma escola de idiomas, ou cursos livres, o processo é parecido: o aluno, pai ou responsável conhece a instituição, passa por um processo de decisão e enfim fecha o contrato. Esse período intermediário é crucial para que o cliente em potencial se convença e efetue a matrícula.

O sistema para escolas de idiomas Sponte permite o acompanhamento dos alunos em cada etapa da captação para que a gestão possa agir de forma assertiva e garantir a matrícula. Mas não é só isso!

Com esse rastreamento, a escola pode se posicionar melhor, já começando a fidelizar esse aluno ao conhecer suas demandas. Assim, a retenção também fica muito mais fácil.

Confira a planilha de captação do Sponte que te ajudará a dar os primeiros passos nesse processo:

Planilha estratégica para mais matrículas na sua escola

Pagamento recorrente por cartão de crédito com o Sponte Pay

Como vimos, oferecer diferentes opções de pagamento é essencial para manter a retenção, considerando os desafios dos alunos nesse período. E uma das melhores soluções para isso é o pagamento por recorrência.

Com o pagamento recorrente, você facilita muito a vida do aluno, pai ou responsável, que só precisa registrar seu cartão de crédito no momento da matrícula ou quando optar por essa solução. Depois disso, a cobrança é automática e não compromete o limite do cartão.

Controle de Retenção 

Outra ferramenta excepcional para conter a evasão de alunos é o Controle de Retenção do Sponte

Com ele, você consegue acompanhar métricas como índice de frequência, número de faltas, notas, entre outros indicadores que podem apontar uma tendência ao abandono do curso. 

Assim, é possível se adiantar a essa decisão do estudante e conversar com ele, para garantir sua retenção e evitar essa perda para sua escola.

Portal do Aluno

O Portal do Aluno Sponte é um excelente recurso para a troca de informações entre a escola e o estudante. Por meio dele, é possível visualizar a frequência nas aulas, receber e enviar atividades, trocar recados e até disponibilizar informações sobre o desempenho do aluno.

Essa é uma alternativa interessante para que gestão e coordenação consigam se comunicar com um aluno em específico, especialmente no contexto em que estamos enfrentando, em que a escola pode oferecer suporte à saúde mental.

Além disso, ao facilitar a comunicação e o acompanhamento do desempenho escolar, o Portal do Aluno favorece muito a retenção e a satisfação dos estudantes em seu centro de ensino.


Todas essas ferramentas colaboram muito para manter seus estudantes satisfeitos e fidelizados em sua escola.

Entre em contato com a gente e conheça todas as soluções que o Sponte pode oferecer para sua escola de idiomas!

Quer  saber mais sobre como melhorar sua captação e retenção para ter as salas de aula cheias? Então confira nosso eBook sobre matrículas e rematrículas:

CTA

compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on google
Gerente de Produto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *