Retenção de alunos: o que é e como fazer?

Por Marketing em 21 de fevereiro de 2020.

Captar novos alunos é importante para manter a saúde financeira da sua escola, mas não é o suficiente.

Para garantir o sucesso da sua instituição de ensino, você precisa investir na retenção dos seus estudantes!

Enquanto a captação leva alunos novos para a sua escola, a retenção garante que eles continuem seus estudos, suas salas estejam sempre cheias e seu o rendimento em constante evolução.

Mas como fazer para conquistar seus alunos e realmente retê-los na sua escola? O primeiro passo é entender o que é retenção.

O que é retenção de alunos?

Retenção de alunos: o que é e como fazer?

O que se chama de retenção de alunos é, na verdade, um conjunto de ações, medidas e estratégias utilizadas para fazer com que os estudantes permaneçam na sua escola e concluam seu processo educacional.

Essas estratégias focam em um acompanhamento de perto de cada um de seus alunos, buscando atender suas necessidades e compreender suas demandas, o que requer um planejamento escolar extenso, que deve ser feito junto em conjunto pelos gestores e professores.

Essas estratégias são bastante válidas na educação básica, mas ainda mais para conter a evasão em cursos de idiomas e escolas profissionalizantes, que muitas vezes não são a maior prioridade dos alunos.

Por que reter é tão importante quanto captar?

É certo que sem uma boa captação de alunos, sua escola tende a perder rendimento com cada estudante que terminar o curso ou deixar a escola.

No entanto, investir na captação e esquecer da retenção não é uma boa estratégia. 

Em um estudo realizado pela Associação Americana de Marketing, em parceria com a empresa Daemon Quest, descobriu-se que a captação de um aluno novo pode custar de 5 a 15 vezes mais do que a fidelização de um aluno que já estuda na sua escola.

Além disso, alunos que são fidelizados costumam agregar ainda mais valor à sua marca.

Estando satisfeitos, eles aproveitam mais os serviços oferecidos e ainda indicam a escola para amigos e conhecidos – se tornando eles mesmos ferramentas de captação.

Por isso, é importante entender como fidelizar os alunos que você já tem. 

O primeiro passo para garantir a retenção é entender: O que faz com que um aluno deixe a sua escola?

Quais os principais motivos de evasão escolar?

Ao entender o porquê de um aluno deixar sua escola, você pode organizar suas estratégias para melhorar aquele ponto específico e evitar novas desistências.

Por isso, converse com alunos e seus responsáveis. Descubra o que os incomoda e realmente foque em estratégias que garantam que isso não aconteça.

Uma razão frequente de evasão escolar é o bullying. Ele faz com que o aluno não se sinta confortável no ambiente da escola e busque outras opções.

Essa situação pode ser trabalhada com estratégias como diálogos com os alunos, campanhas de conscientização e, em últimos casos, mudança de horários.

Outro motivo muito experimentado em cursos de idiomas ou profissionalizantes é o trabalho.

Quando alunos começam a trabalhar, ou mudam seus horários de trabalho, a escola acaba ficando em segundo plano.

Buscar alinhar seus horários com os do aluno e flexibilizar a cobrança das aulas pode ser uma forma de reter o estudante.

Há ainda os problemas diretos com a escola: mal relacionamento com professores, insatisfação com o aprendizado, desentendimentos com a gestão escolar, etc.

As opções são muitas e, em todos esses casos, a única solução é conversar com os alunos (ou responsáveis) e realmente saber ouvir.

Isso é essencial, não apenas para evitar que um aluno específico saia, mas também para que ele não cause um marketing negativo lá fora.

Há ainda motivos que estão fora do alcance da escola, como problemas financeiros ou familiares.

Mas mesmo nesses casos, uma fidelização bem feita faz com que o aluno não queira deixar a sua escola e só desista do curso se realmente não houver outra opção.

Mas o principal motivo que atinge desde jovens até adultos é a falta de interesse no aprendizado

Isso deve soar como um alerta para toda a comunidade escolar.

Se há um número considerável de alunos que perderam o interesse nas suas aulas, sua escola tende a perder cada vez mais público.

É compreensível que nessa era da informação seja mais difícil manter o interesse de seus alunos.

Hoje, com a evolução dos smartphones, eles possuem muitas outras atividades ao alcance dos dedos que tomam muito de seu foco.

Mas isso não pode ser desculpa! É preciso reavaliar o currículo escolar, discutir diretrizes e planos de aula e adaptar o ensino à modernidade, para que sua escola não precise competir com os meios digitais para alcançar seus alunos.

Uma estratégia muito poderosa nesse sentido é tornar os alunos parte ativa do processo de aprendizagem.

A própria Base Nacional Comum Curricular (BNCC) aponta que a participação ativa facilita o interesse e o aprendizado.

Além disso, é preciso saber utilizar as ferramentas da modernidade. Os alunos hoje em dia estão sempre conectados – e isso pode ser uma vantagem se for usado com a estratégia certa.

3 estratégias de retenção

Além das estratégias mencionadas, que servem para cada caso específico, confira 3 dicas especiais para a retenção de alunos na sua escola!

  • Conheça seus alunos e antecipe os fatos

Algo que fortalece muito a fidelização de um aluno é a sensação de ser especial para a escola.

Por isso, oferecer soluções personalizadas é um ótimo caminho para a retenção dos seus estudantes.

Mas, para fazer isso, você precisa conhecer os seus alunos.

O uso de dados e informações de contexto facilita essa relação e ainda permite que você antecipe as ações de seus alunos.

Conhecendo seus alunos, você sabe quais são mais propensos a desistirem do curso.

Assim, você pode focar sua atenção em estratégias preventivas para evitar que isso aconteça.

Indicadores chaves são os resultados de cada aluno, seu padrão de inadimplência, taxas de frequência, contexto socioeconômico, entre outros.

Além disso, os dados também ajudam na própria comunicação com os alunos e no desenvolvimento de sua satisfação.

  • Construa uma relação com seus alunos

O engajamento dos seus alunos passa pela conquista da fidelidade deles. Para isso, busque construir uma relação com eles.

É importante saber que cada aluno demanda uma atenção especial.

Por isso, é fundamental estabelecer laços com seus alunos, saber suas demandas e criar um canal de diálogo que permita que os alunos sintam-se emocionalmente conectados com a escola.

Para isso, também é essencial sempre ter um canal de comunicação aberto com os seus alunos.

Isso os faz sentirem-se próximos da escola, evitando que eles busquem outras alternativas de ensino.

  • Invista em uma infraestrutura de qualidade

Hoje o mercado educacional está mais concorrido do que nunca. Por isso, a sua escola precisa ter algo de diferencial, mas também garantir o básico: Uma infraestrutura confiável e de qualidade.

Isso garante experiências positivas no ambiente e também no processo de aprendizagem.

Além disso, diminui as chances de ele se decepcionar com sua escola e procurar outras alternativas.

Mas não considere apenas a estrutura física. Sua gestão administrativa e suas soluções tecnológicas também devem estar alinhadas, possibilitando aos alunos as melhores experiências possíveis. Tudo isso são pontos que o aluno vai considerar antes de sair da sua escola. 

Como unir o pedagógico e o marketing?

É preciso ter em mente que o marketing não é uma ferramenta útil apenas para a captação dos alunos. 

Pelo contrário! Com uma boa construção da imagem de sua escola, é muito mais provável que seus alunos continuem fidelizados até o fim do curso.

Um bom marketing escolar, que considera os fatores pedagógicos, envolve estar presente em momentos de aprendizado, manter uma comunicação com os alunos, responsáveis e com a comunidade, e construir uma imagem positiva da escola.

Mais do que isso, é possível unir o marketing e a pedagogia ao acompanhar e divulgar as atividades dos estudantes.

Além de servir como um marketing externo, isso faz os alunos se sentirem valorizados, o que fortalece a sua fidelização.

Conheça o Controle de Retenção Sponte

O Software de Gestão Escolar Sponte disponibiliza o Controle de Retenção, uma funcionalidade que reúne dados e indicadores para identificar prováveis casos de evasão, para que estratégias preventivas possam ser aplicadas para manter esses alunos.

O sistema calcula essa probabilidade através do Score do aluno – uma escala que leva em conta os índices de frequência do aluno, o desempenho pedagógico no curso atual, valores em aberto, incidência de inadimplência histórica, entre outros.

Ele permite ainda certa flexibilidade nos critérios, atribuindo peso maior ou menor para cada um.

Isso se relaciona com as informações de contexto do aluno, como notas, mensalidades pagas, entre outros.

O Score é de fácil conferência e permite que a escola se antecipe aos fatos, elaborando suas estratégias de acordo com as informações mais precisas possíveis.

Enfim, o Controle de Retenção é uma ferramenta poderosa para evitar a perda de alunos matriculados. 

Além disso, por fazer parte do sistema em nuvem Sponte, o Controle de Retenção estará integrado com todos os demais sistemas de sua escola, possibilitando um cruzamento de dados que vai ajudar em todas as etapas da gestão pedagógica e administrativa da sua instituição de ensino.

Marketing / Analista de Marketing

Atualmente é Analista de Marketing, com mais de 04 anos de experiência na área da comunicação, faz parte do time da Sponte há 1 ano.