Por Cristopher Morais, 29 de novembro de 2021
Tempo de leitura: 7 minutos

Planejamento do novo ano letivo: dicas para otimizar o trabalho do gestor

Confira dicas de como fazer o planejamento de sua escola para alcançar o sucesso em um cenário de muitas novidades para a gestão escolar.

Dicas para o planejamento do novo ano letivo | Sponte

Mais do que nunca, por diversos motivos, a tecnologia na escola precisa ser uma aliada do ensino. Em primeiro lugar, o ensino híbrido tornou ainda mais essencial a assistência de recursos tecnológicos para as aulas online. 

Além disso, a Educação 4.0 e a necessidade de novas metodologias de ensino que conquistem a atenção de um aluno nascido na era digital, também demandam uma escola modernizada.

É por isso que o planejamento do ano letivo precisa ser feito com atenção a novos critérios. Diferentemente dos anos anteriores, a necessidade de adaptação será mais substancial do que nunca, tanto na Educação Básica, quanto em centros de ensino. 

Devido a essas novas demandas, pode ser um desafio para os gestores efetivarem esse planejamento.

Leia mais: Educação 4.0: quais são as mudanças da nova educação?

Neste artigo, você, gestor, pode conferir dicas de como fazer o planejamento de sua escola para alcançar o sucesso em um cenário de muitas novidades. 

Como estruturar um planejamento escolar: princípios básicos

Em primeiro lugar, é importante saber que existem dois tipos de planejamento escolar: o participativo e o estratégico.

Planejamento participativo

O planejamento participativo é construído por meio de comunicação com toda a comunidade escolar, de modo a estabelecer uma gestão democrática entre pais, alunos, responsáveis, docentes e os demais colaboradores. 

Mas como isso é feito?

Basicamente, a gestão participativa ocorre quando o diretor e os demais integrantes da comunidade escolar apresentam propostas e todos votam sobre elas. Dessa forma, as decisões são tomadas de maneira coletiva. É claro que, para isso, todos os votantes precisam conhecer a realidade da escola. 

Esse modelo tem grandes vantagens:

  • Descentralização das decisões
  • Melhoria no relacionamento entre os membros da comunidade escolar
  • Maior participação dos pais e responsáveis nas atividades escolares
  • Cultura da troca de ideias 

É uma forma de trabalhar coletivamente pelo avanço escolar e o engajamento dos alunos. 

Planejamento estratégico

Esse planejamento é mais objetivo. A decisão fica centralizada no gestor, que baseia suas ações em dados de mercado, situação financeira, políticas e metas de investimento. 

Para isso, é necessário ter uma análise adequada e uma boa gestão administrativa, financeira e, especialmente, de resultados, uma vez que eles são o foco das decisões. 

Com um sistema de gestão, esse diagnóstico é otimizado, já que os dados ficam organizados de uma forma prática e segura.

Esse modelo também oferece benefícios:

  • Praticidade e agilidade na tomada de decisões
  • Metas claras e definidas
  • Mais resultados na gestão escolar

Qual é o melhor modelo?

Não há uma resposta pronta, porque isso depende muito das demandas de cada gestão e também da proposta da escola.  

O ideal é ter organização e equilíbrio de modo a atender as necessidades da escola, mesmo que seja necessário combinar as duas formas de planejamento, a variar da necessidade do momento.

Em qualquer que seja o modelo de gestão, é fundamental ter:

  • Organização
  • Metas definidas
  • Diálogo com a comunidade escolar
  • Engajamento das famílias e do corpo docente com a escola

Dicas para realizar o planejamento do ano letivo

Como vimos, a nova realidade exigirá que o planejamento escolar siga novos critérios para ser efetivado de maneira positiva.

É por isso que será fundamental inovar em 2022, inserir disciplinas que promovam o letramento digital dos alunos, ouvir as experiências e aprendizados que os docentes tiveram durante as aulas online e, não menos importante, comparar e revisar os resultados para organizar o planejamento. 

Acompanhe nossas dicas para fazer isso tudo:

Utilizar o Plano Político Pedagógico como base

Nossa primeira dica é estruturar um Projeto Político Pedagógico (PPP), que não é novidade para os gestores.

 Esse importante documento define o que a escola deve cumprir na proposta de aprendizagem, na formação dos professores e na gestão administrativa. 

Todas as instituições de ensino devem ter um PPP bem estruturado, para ser utilizado como guia para desenvolver o planejamento escolar, de forma que abranja as estratégias e objetivos de cada área da escola.

O PPP tem a força de um guia, que indica o caminho que os gestores de escola devem seguir para atingir as metas. Além disso, ele deve ser flexível, caso haja necessidade de mudança.

Dicas para o planejamento do novo ano letivo | Sponte

Promover a participação da equipe pedagógica

A rotina do gestor pode ser muito cheia, ao ponto de ser impossível para ele saber de tudo que acontece na escola. 

É por isso que a equipe pedagógica da escola deve ser a grande parceira do diretor, principalmente na elaboração do planejamento escolar e na troca de informações sobre o andamento do ano letivo.

Para isso, é importante que o gestor promova a participação da equipe nesse importante momento, criando um ambiente agradável para que todos possam fazer seus comentários, críticas e sugestões. 

Para ter professores engajados no planejamento do ano letivo e acompanhamento dos resultados, o gestor pode:

  • Fazer reuniões para envolver toda a equipe no planejamento e trocar opiniões.
  • Deixar a “porta aberta” para que os professores compartilhem seus problemas.
  • Pedir informações para os professores sobre o andamento dos conteúdos e as dificuldades dos alunos.
  • Estabelecer as metas em conjunto, uma vez que os professores estão munidos de informações sobre o que está dando certo e errado dentro da sala de aula.
  • Criar a cultura de que todos merecem reconhecimento por aquilo que está funcionando na escola, e também pelo que não está, para estimular o trabalho em equipe.
  • Divulgar os resultados com frequência para manter toda a comunidade escolar na “mesma página” quanto ao andamento do ano letivo.

Definir os objetivos e metas para o ano letivo

As metas a serem alcançadas durante o ano letivo são essenciais no planejamento escolar. É importante que elas sejam mensuráveis, para monitorar com mais facilidade.

Alguns exemplos de metas: 

  • Aumentar os índices de alfabetização
  • Melhorar em 20% as notas dos alunos
  • Promover o dobro de atividades de reforço no contraturno 

Após estabelecer com clareza qual vai ser o maior foco do ano letivo, não se esqueça de acompanhar periodicamente para ter certeza de que tudo vai bem.

Determinar esses objetivos para as diferentes áreas da escola — pedagógica, financeira, administrativa e outras — é uma prática que auxilia o gestor a se preparar para realizar mais um bom ano de trabalho.

Saber o que precisa ser aprimorado na gestão escolar

Durante o ano letivo, alguns problemas podem surgir nas instituições de ensino, de forma que o planejamento pode precisar ser reformulado. Foi o que aconteceu no início da pandemia, em que a maneira de realizar reuniões com as famílias dos alunos, o sistema de avaliação e o formato das aulas precisaram mudar.

Para não ser pego de surpresa como foi com a pandemia, é essencial que o gestor saiba o que precisa ser aprimorado na escola. Por isso, durante a execução do planejamento, é indispensável refletir sobre as demandas e definir como vai melhorar ao longo do ano. 

Confira pontos importantes para prestar atenção e melhorar o processo de ensino e aprendizagem:

Dicas para o planejamento do novo ano letivo | Sponte

Letramento digital dos professores e alunos

Por conta do ensino híbrido e remoto, os professores e alunos passaram por dificuldades que prejudicaram o decorrer do período letivo, uma vez que não havia uma verdadeira inserção da tecnologia em sala de aula.

Mais do que nunca, nos deparamos com a necessidade de letrar tecnologicamente a comunidade escolar. Propiciar esse letramento digital é importante para incluir de fato as inovações na escola, considerando que o ensino híbrido veio para ficar. 

Há muitos recursos tecnológicos que podem ser inseridos em sala de aula, aliados à metodologias ativas de aprendizagem. Desde ambientes virtuais de aprendizagem (AVA), ferramentas colaborativas, vídeos, smartphones, notebooks, aplicativos, redes sociais e afins, todos podem ser utilizados para o ensino, se houver planejamento adequado. 

A própria Base Nacional Curricular Comum (BNCC) solicita que as escolas contemplem as novas tecnologias. 

Nesse sentido, é indispensável que o planejamento do ano letivo inclua práticas pedagógicas alinhadas com as inovações tecnológicas, para que os alunos desenvolvam essas habilidades.

Além disso, o planejamento também deve prever capacitações ao longo do ano letivo, que ajudem os docentes a desenvolverem a articulação necessária para inserir a tecnologia na sala de aula efetivamente.    

Leia mais: Entenda o que é STEAM e como aplicar essa metodologia em sua escola

Dicas para o planejamento do novo ano letivo | Sponte

Plataformas de ensino

O planejamento do ano letivo deve incluir a introdução de uma plataforma de ensino.

A sala de aula online, por exemplo, é uma forma tecnológica de ensinar que vai ao encontro do ensino híbrido, que está em alta agora, otimizando a experiência dos alunos com a aula e também o trabalho dos professores.

Essa inserção é fundamental para preparar a escola para diferentes situações em que pode haver fechamento de escolas ou outros acontecimentos.

Além disso, outras tecnologias que melhoram a gestão podem ser incluídas no planejamento do ano escolar.  O sistema de gestão escolar Sponte tem várias funcionalidades, além da sala de aula online: 

Aprimore a tecnologia na gestão escolar para ter uma comunicação muito melhor com alunos, pais e responsáveis, aumentar a produtividade e se preparar para qualquer mudança de planejamento. 

Utilizar datas importantes para definir atividades

O ano letivo é marcado por diferentes datas, como comemorações da escola, feriados, datas religiosas, entre outras. Assim, uma maneira de planejar as atividades escolares é trabalhar essas datas comemorativas para definir a temática de cada mês do planejamento.

Por exemplo, no mês em que é comemorado o aniversário da instituição, o gestor pode promover gincanas e outras tarefas, como forma de engajar os estudantes e os professores.

Importância de planejar seu ano letivo com foco em uma gestão escolar do futuro

Como vimos até aqui, realizar o planejamento escolar de uma instituição de ensino é uma prática de muita importância por auxiliar o gestor a alcançar o sucesso no ano letivo. 

Mas é preciso ficar atento, uma vez que a chegada das aulas online e do mundo digital nas escolas não é um inconveniente passageiro dos tempos de pandemia.

A tecnologia veio para ficar. Então, é hora de parar de perder alunos e oportunidades apostando sempre no ensino tradicional. É preciso transformar sua gestão pedagógica com um planejamento novo, inteligente e inovador.

Quer continuar aprendendo sobre planejamento para as escolas do futuro? Então acesse nosso eBook gratuito:

CTA

compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Gerente de Produto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.