Por Carla Helena Lange, 12 de maio de 2022
Tempo de leitura: 6 minutos

Você sabe o que é gestão escolar participativa?

A forma de ensinar muda constantemente. Não diferente, a maneira de gerir escolas também. Nesse processo, a gestão escolar participativa é primordial e um diferencial.

gestão escolar participativa

Na sociedade atual torna-se cada vez mais comum a participação dos indivíduos em todos os processos e decisões que lhe dizem respeito e que os atingem. Essa autonomia se faz presente nas diversas esferas sociais, inclusive na Educação. 

Porém, ainda existem escolas, públicas ou privadas, que adotam diversos modelos de gestão que partem de métodos mais convencionais, delegando as responsabilidades apenas aos gestores, como também abrange os contemporâneos, que encarregam parte da – ou toda –  comunidade escolar.

Pensando nisso, a Sponte trouxe algumas informações essenciais para a compreensão do que é, como funciona e quais os benefícios da Gestão Escolar Participativa. Confira! 

O que é gestão escolar participativa?

Você sabe o que é gestão escolar participativa? | Sponte

Com origem nos estudos da administração contemporânea, especificamente nos diferentes tipos de gestão, a gestão participativa em escolas é um método organizacional que visa incluir, de forma ativa e colaborativa, os indivíduos pertencentes à escola nos processos de tomada de decisão e no desempenho de tarefas e atividades.

Na esfera da Educação, a gestão escolar participativa tem como objetivo incluir e engajar toda a comunidade escolar nos processos de tomada de decisões, na programação de objetivos, na implementação de projetos escolares e no auxílio da execução de atividades conjuntas.

A gestão participativa não tem como objetivo dar autonomia a todos sobre tudo o que é feito na instituição de ensino, mas sim que a comunidade escolar se reconheça como parte da escola. E assim, consiga situar suas responsabilidades e assumir afazeres que possam contribuir com o melhor desenvolvimento escolar dos alunos e da instituição.

Então, a gestão participativa pode ser entendida como uma forma de gestão democrática, tida como um sistema em que a tomada de decisões na escola também acontece com o coletivo, envolvendo assim toda a comunidade escolar. 

Por que adotar a gestão escolar participativa?

por que investir em uma gestão escolar participativa

Ao incluir o núcleo familiar no desenvolvimento escolar, os pais e responsáveis ficam muito mais atentos ao desempenho dos filhos em sala de aula, alunos tornam-se mais engajados e participativos, professores se preocupam mais com o desenvolvimento de seu trabalho e gestores estabelecem relações mais próximas com as famílias dos estudantes.

Ou seja, na prática, a gestão participativa envolve a participação da direção da instituição, de todos os colaboradores da escola e dos alunos, pais e responsáveis. Isso significa uma diversidade de ideias e opiniões e mais facilidade na tomada de decisões, uma vez que o gestor contará com diferentes considerações antes de qualquer decisão. 

Uma escola que atua sob o sistema de gestão participativa de maneira correta e séria, promove não só a democracia e o seu ensino aos alunos, como também percebe outros inúmeros benefícios. Confira: 

Melhora o processo de ensino-aprendizagem 

Com uma gestão mais democrática, a cobrança pelo ensino de qualidade fica muito mais fácil, uma vez que a escola estará aberta para receber feedbacks, seja de alunos, pais e responsáveis ou até mesmo de outros colaboradores.

Sendo assim, a tendência é que os conteúdos estudados, o plano pedagógico e a maneira de ensino sejam sempre atualizados e sintonizados com o perfil da comunidade escolar.  

Engaja pais e responsáveis na educação dos filhos

Podendo participar ativamente das atividades e na tomada de decisões da escola, pais e responsáveis sentem-se mais à vontade para contribuir com feedbacks sobre o funcionamento e ensino da escola. Assim, pais e responsáveis tendem a ficar mais atualizados sobre a rotina dos filhos e seu comportamento, o que acaba contribuindo para uma melhora no desempenho escolar dos estudantes. 

Garante a participação dos alunos na tomada de decisões da escola

Sabendo que serão ouvidos, os estudantes tornam-se mais engajados e comprometidos com o que acontece na escola. Como resultado, desenvolvem um senso crítico, aprendem sobre democracia na prática, melhoram sua comunicação, praticam ainda mais a convivência em sociedade e ainda apresentam melhores resultados em sala de aula. 

Facilita a rotina de trabalho dos gestores 

Contando com a opinião e o auxílio de outras pessoas, os gestores não precisam mais tomar as decisões que envolvem a escola sozinhos e nem ser os únicos responsáveis pelas ações. Como consequência, os gestores têm maior facilidade para a tomada de decisões importantes.

Torna a escola muito mais próxima da comunidade escolar

Com a gestão escolar participativa, os gestores conseguem ouvir a todos, inclusive os que não costumam ter uma voz ativa. Assim, ficam totalmente inteirados sobre tudo que acontece na escola, o que precisa ser feito de melhorias e ainda ganham a confiança da comunidade, uma vez que passa a ouvi-los.   

Trabalhar as dificuldades, reconhecer as facilidades e conhecer melhor o aluno são ferramentas importantes para a função docente, mais ainda quando as famílias constituem e se fazem importante parte do desenvolvimento e da vida escolar de seus filhos.

Com o compartilhamento das tarefas, as pressões também são divididas e amenizadas, melhorando o ambiente de trabalho e dando autonomia e confiabilidade para os membros da comunidade escolar participarem do aprimoramento de sua escola.

Como implementar a gestão participativa na escola?

Como implementar a gestão participativa na escola?

É importante ter ciência que a gestão escolar participativa é um método que vai sendo construído aos poucos. na escola De degrau a degrau, as instituições adotam medidas e posturas que vão propiciando o ambiente escolar ao recebimento desse novo método de gestão.

Antes de mais nada é importante que todos os gestores da escola dissociem para si próprios e para toda a comunidade escolar a visão centralizadora geralmente atrelada à suas funções.  

Também é de grande relevância construir um ambiente propício para a escuta de sugestões e críticas tanto por parte dos funcionários quanto do resto da comunidade.  Fortalecer organizações internas da escola como a Associação de Pais e Mestres (APM) e o grêmio estudantil é muito importante para o processo.

Portanto, para uma gestão participativa na escola, os gestores das instituições de ensino precisam: 

Criar uma gestão colaborativa: o gestor não é o principal responsável pela escola e nem a pessoa que manda em tudo. Por isso, é preciso deixar claro à toda comunidade escolar que se considera um líder e que está aberto para ouvir a todos de maneira igual. 

Mobilizar pais e responsáveis: com a rotina corrida, muitos pais e responsáveis dizem não conseguir acompanhar a rotina escolar dos filhos. Por isso, gestores precisam criar maneiras para levar a escola até esse público, a fim de incentivá-los a uma participação mais ativa. Campanhas com a comunidade, entrega de materiais impressos são boas opções para conseguir a atenção dos pais e responsáveis.

Colocar os alunos em primeiro lugar: uma escola só funciona com alunos. Portanto, uma gestão participativa de sucesso só ocorre quando os estudantes participam ativamente e de livre iniciativa. Por isso, mobilize os alunos, instigue a participação deles nas decisões da escola, escute quando darem opiniões e sempre esteja aberto a sugestões. 

Conte com um software de gestão educacional!

software de gestão educacional para escolas

Além de todas as ações necessárias para a implementação de uma gestão participativa em escolas de sucesso já mencionadas neste texto, os gestores podem contar com mais uma opção para facilitar a gestão. Trata-se da implantação de um software de gestão educacional, como o Software de Gestão Escolar Sponte

Assim, o processo de ensino-aprendizagem fica muito mais dinâmico, já que a escola consegue personalizar seu modelo pedagógico; o trabalho dos colaboradores torna-se mais simples e ágil, uma vez que as atividades manuais reduzem, ou deixa de existir; e o trabalho dos gestores muito mais eficaz e tranquilo. 

Agora que você já sabe os passos para implantar uma gestão participativa escolar de sucesso em sua instituição, aprofunde ainda mais seus conhecimentos. Acesse nosso ebook: 

compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Analista de Conteúdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.