Por Carla Helena Lange, 10 de março de 2022
Tempo de leitura: 10 minutos

Escola do futuro: saiba como transformar sua gestão escolar

A escola do futuro precisará apostar em ensino personalizado, metodologias ativas, metaverso, e-learning e mais. Saiba tudo sobre o futuro da educação!

A educação mudou muito, especialmente nos últimos anos. Nessa lógica, a tendência é que continuem surgindo novidades. Por isso é tão importante falar sobre a escola do futuro — que está mais presente do que você imagina. 

Os métodos alternativos de educação já são aplicados por várias instituições de ensino no Brasil, sobretudo da rede privada. 

Isso significa que, principalmente, escolas privadas de Educação Básica devem estar atentas às novidades, para se destacarem no mercado. 

Segundo especialistas, de modo geral, a escola do futuro será mais interativa, participativa, colaborativa, altamente tecnológica e muito influenciada por redes e mídias sociais.  

Algumas instituições de ensino já estimulam a colaboração aliada ao empreendedorismo, com foco em resultados, semelhante ao funcionamento de uma empresa. 

Outra tendência é a digitalização. Aos poucos, o papel está sendo substituído pelas telas, e o conteúdo, além de mais interativo, é móvel e pode ser acessado de qualquer lugar via internet. 

Tudo isso apresenta diversas vantagens tanto para alunos quanto para professores, principalmente aplicando metodologias ativas, tecnologias digitais e muitas outras técnicas.

Quer entender quais práticas e ferramentas são tendências da escola do futuro? Continue sua leitura:

A escola do futuro terá ensino personalizado
O ensino híbrido é o futuro da educação
A gamificação como aliada da educação do futuro
As metodologias ativas na educação do futuro
O metaverso: aproximando o mundo dos alunos
A mobilidade e o e-learning: fortes tendências para o futuro da educação 
O papel dos professores na escola do futuro 
Como o Sponte se fará presente na escola do futuro?

Escola do futuro: como transformar sua gestão escolar? | Sponte

A escola do futuro terá ensino personalizado

Ao analisar como aconteciam as aulas em escolas há 15 anos — o que não é muito tempo — já percebemos algumas mudanças bastante significativas, não é mesmo? 

A verdade é que, assim como as pessoas foram mudando, a maneira como tudo era feito também sofreu alterações. Em sala de aula, a tecnologia foi aparecendo cada vez mais, principalmente com a internet e o fácil acesso a milhões de conteúdos em poucos cliques.

As pessoas passaram a ter experiências diferentes. Como resultado, metodologias antigas se tornaram praticamente obsoletas. Novas técnicas surgiram para prender a atenção dos alunos nas aulas, tornando o ensino a cara das novas gerações. 

É por isso que afirmamos que, na escola do futuro, o ensino é personalizado. Cada aluno de uma turma é diferente. Alguns têm mais facilidade com as ciências exatas, outros com as humanas. 

A escola do futuro irá levar isso em conta na hora de ensinar seus alunos. 

Elas contarão com ferramentas que podem ajudar os estudantes a desenvolverem suas aptidões de maneira flexível. Novas tecnologias e práticas pedagógicas inteligentes vão dar espaço para os alunos se tornarem protagonistas.

Além disso, mais do que conteúdo, o desenvolvimento das habilidades socioemocionais, como responsabilidade e resiliência, será muito mais valorizado do que há uma década. 

A educação do futuro vai compreender que cada aluno é único, com interesses e talentos próprios, respondendo de forma individual aos estímulos de aprendizagem. 

A partir disso, as estratégias pedagógicas se voltarão para desenvolver os estudantes dentro de suas limitações e talentos. 

https://materiais.sponte.com.br/mudancas-da-nova-educacao

O ensino híbrido é o futuro da educação

O ensino híbrido — que tem como objetivo unir os benefícios das aulas presenciais e online, tanto para a escola, quanto para os alunos — é uma tendência apontada para a Educação do Século XXI que virou realidade na pandemia. 

A covid-19, em algum momento, provavelmente não afetará mais as escolas. Entretanto, o processo de transformação digital na educação impulsionado pelo vírus não tem volta.

Nesse contexto, o ensino híbrido é um modelo pedagógico essencial na rede privada de ensino. É uma questão de estratégia que a gestão escolar invista nessa modalidade, uma vez que é um diferencial e uma vantagem competitiva na atualidade. 

Contudo, o ensino híbrido nas escolas não pode ser baseado na entrega de conteúdos para fins de certificação. Esse modelo não tem nada de inovador, não estimula o protagonismo do aluno — que é justamente um dos principais objetivos do ensino híbrido. 

A educação do futuro vai precisar pensar em construir um ensino híbrido realmente inovador, que agrega no desenvolvimento intelectual e socioemocional do aluno. 

Os estudantes precisam ser estimulados a resolver desafios complexos e a trabalhar em conjunto. 

O ensino híbrido não pode ser sinônimo de “todo mundo passa”, ou de oferecer aos estudantes algo a fazer, independente de ter ou não a aprendizagem como resultado do processo.

Para isso, a gestão escolar do futuro precisará fazer um planejamento de aulas eficaz, que inclui currículo flexível, escuta ativa, modalidades de ensino, papel docente, quadro de horários, objetivos bem estabelecidos e metodologias ativas.  

Leia mais: A importância de um planejamento de horário escolar bem estruturado na Educação Básica

Dessa forma, a educação vai possibilitar que os estudantes se movam de forma mais flexível dentro do aprendizado. 

Além disso, também fará com que os docentes tenham mais tempo para instruir grupos menores e mais direcionados. Isso principalmente se eles tiverem acesso às salas de aula online do Sponte, em que o professor tem mais organização e agilidade no dia a dia das aulas à distância.

Sua escola precisa começar a pensar agora mesmo em um ensino inteligente, que combina os benefícios das aulas online com as presenciais. É preciso se adaptar às demandas das novas gerações e aproveitar as vantagens da tecnologia. 

Leia mais: Passo a passo para fazer um planejamento de aulas no ensino híbrido de maneira eficaz

Pensando nisso, preparamos um guia completo de ensino híbrido para você aplicar em sua escola: 

CTA

A gamificação como aliada da educação do futuro

A gamificação é uma grande aliada da educação do futuro. A utilização de elementos de jogos para manter as aulas mais dinâmicas e interativas é uma tendência cada vez mais presente nos processos de ensino aprendizagem. 

Na educação do futuro, é possível — e necessário — utilizar jogos de verdade e/ou elementos deles em algumas aulas. Com isso, os estudantes vão estar cada vez mais interessados nos conteúdos. A gamificação é, basicamente, a aplicação de jogos em atividades de fins educativos.

Tudo isso pode ser feito por meio de cartas, tabuleiros e até mesmo de jogos eletrônicos. Entre os recursos mais utilizados, estão:

  • Rankings
  • Personagens
  • Pontuações
  • Missões, fases e etapas
  • Desafios especiais
  • Acompanhamento de desempenho e progresso
  • Premiações

Essas ferramentas podem ser um verdadeiro trunfo na mão do educador, pois captam a atenção do aluno facilmente, uma vez que eles já estão acostumados com conectividade e muita informação no dia a dia. 

O principal objetivo da gamificação é desenvolver o raciocínio lógico dos alunos de maneira lúdica. 

Isso acontece porque os games sugerem uma série de situações e desafios diferentes para o estudante, colaborando com o aumento do nível de atenção e a capacidade de pensar e solucionar problemas. 

Veja alguns outros benefícios dessa metodologia: 

  • Conquistar a atenção do estudante
  • Aguçar a curiosidade
  • Melhorar a retenção de informações
  • Tornar as aulas mais dinâmicas
  • Desenvolver a criatividade e autonomia
  • Aumentar o engajamento do aluno com as atividades

A educação do futuro precisa aproveitar formas inovadoras de estimular o aprendizado dos estudantes, para que eles tenham um desenvolvimento completo. 

Por isso, você pode começar a investir na gamificação agora mesmo, estimulando que seus professores trabalhem com jogos, tabuleiros e dispositivos digitais em sala de aula.

Escola do futuro: como transformar sua gestão escolar? | Sponte

As metodologias ativas na educação do futuro

As escolas do futuro vão precisar assumir as metodologias ativas como indispensáveis no processo de ensino-aprendizagem. O estudante não pode mais ser passivo no processo de ensino, mas precisa participar ativamente e se engajar no próprio sucesso educacional. 

Os professores de sua escola precisam atuar como mediadores do conhecimento, e não como detentores dele. 

Os principais objetivos das metodologias ativas são melhorar a qualidade do aprendizado, aumentar a autonomia e o protagonismo dos alunos, aprofundar o senso crítico, melhorar o trabalho em equipe e desenvolver responsabilidade.  

Durante o evento I Sponte para a educação, realizado em 2021, a palestrante Lana Crivelaro apresentou a pirâmide de aprendizagem de Glasser, que nos mostra que aprendemos:  

  • 10% quando lemos
  • 20% quando ouvimos
  • 30% quando observamos
  • 50% quando vemos e ouvimos
  • 70% quando discutimos com outros
  • 80% quando fazemos
  • 95% quando ensinamos aos outros

Com isso em mente, percebemos que deixar que os alunos dialoguem e sejam protagonistas no processo de ensino e aprendizagem promove a compreensão e o crescimento pessoal dos estudantes. Por isso, a escola do futuro vai incorporar metodologias ativas e investir em: 

  • Ensino responsivo, em que os alunos se identificam com os materiais de ensino. 
  • Aprendizagem cooperativa, na qual os alunos aprendem a explorarem juntos novos temas.
  • Aprendizagem baseada em investigação, para o desenvolvimento de raciocínio e resolução de problemas.
  • Exercícios de projetos, em que o aluno aprende habilidades multidisciplinares e pensamento crítico.

Leia mais: Transformações metodológicas e o que pode ser feito pela gestão escolar para manter os alunos engajados

Escola do futuro: como transformar sua gestão escolar? | Sponte

O metaverso: aproximando o mundo dos alunos

Na prática, o metaverso trata-se do envolvimento em espaços virtuais compartilhados, como ambientes 3D ou de realidade virtual imersiva. 

É uma combinação entre a realidade virtual e a realidade aumentada, aliada aos recursos das redes sociais.

Mas, afinal, no que isso se relaciona com a educação?

Em muitos aspectos! O metaverso oferece uma participação ativa nas experiências dos alunos e, por esse motivo, já faz parte, atualmente, de algumas escolas da Coréia do Sul e, mais para frente, fará ainda mais parte do processo de ensino-aprendizagem das escolas do futuro do mundo todo.

Os primeiros espaços virtuais imersivos na educação vão ser com simulações 3D, principalmente para fins de gamificação. Essas ferramentas virtuais podem ser grandes aliadas do gestor educacional para conectar os alunos ao mundo real. As plataformas oferecem possibilidades de jogar, praticar e fazer coisas que, na vida real, ainda não é possível. 

Leia mais: Metaverso e seu impacto na Transformação Digital na Educação

Como os gestores de escolas bem sabem, a educação digital, mesmo que forçada pela pandemia, mostrou para todos nós que os alunos estão preparados para estudar de forma remota, mas o ensino precisa ser interativo e flexível.

O metaverso oferece oportunidades para isso. As escolas do futuro estarão preparadas para replicar a realidade em dispositivos digitais e proporcionar aulas imersivas, em parcerias com os professores, para que todos interajam em tempo real em um ambiente virtual. 

Em pouco tempo, será comum que os alunos visitem virtualmente um museu de história em uma experiência realmente imersiva e realista. Em biologia, os alunos deverão conseguir estudar a anatomia humana com uma realidade virtual muito detalhada. 

A gestão escolar precisa estar preparada para inovar nesse sentido e assumir esse novo espaço que o metaverso proporciona à educação. 

Escola do futuro: como transformar sua gestão escolar? | Sponte

A mobilidade e o e-learning: fortes tendências para o futuro da educação 

A mobilidade se tornou indispensável para a vida de milhares de pessoas. É por isso que a aprendizagem móvel vem ganhando seu espaço já há alguns anos. Os alunos, principalmente de cursos técnicos, profissionalizantes e de ensino superior, preferem a flexibilidade de consumir conteúdo onde e quando quiserem. 

Por isso, uma forte tendência para a educação do futuro é apostar no e-learning. A tecnologia móvel certamente vai se fundir com tecnologias imersivas e teremos o e-learning parceiro do metaverso no processo de ensino.

Além disso, na era do aprendizado personalizado, os alunos valorizam ainda mais as facilidades do e-learning — como a inscrição em cursos sem restrições de tempo ou barreiras geográficas. 

Leia mais: Conheça as tendências de 2022 para a educação que sua gestão escolar deve ficar atenta!

À medida que o ensino híbrido cresce, a demanda por soluções de aprendizado móvel e personalizado aumenta. Por isso, assumir o e-learning é fundamental na gestão escolar do futuro.  

Você quer saber mais sobre o futuro da educação, essas fortes tendências e como preparar os alunos para um mundo não linear, instável e imprevisível?  Confira tudo que nossos palestrantes compartilharam no I Sponte para a educação: inovar para transformar e ensinar.

Escola do futuro: como transformar sua gestão escolar? | Sponte

O papel dos professores na escola do futuro 

Hoje, os alunos possuem informação a um clique de distância. Por esse motivo, o papel do professor do futuro é ser um facilitador da aprendizagem, e não mais um detentor do conhecimento.

Os docentes vão precisar trabalhar bastante no próprio letramento digital. Como você viu, a maioria das características da escola do futuro tem grande relação com a tecnologia. 

Leia mais: Como ter professores engajados, que contribuem para a retenção e captação de alunos?

Por isso, seus professores vão precisar conhecer as inúmeras possibilidades proporcionadas pelas ferramentas digitais e assumir esses recursos como aliados do ensino. 

O aprimoramento constante também vai ser fundamental. Os professores do futuro precisam buscar especializações na carreira, ter domínio — pelo menos — das duas línguas oficiais do nosso país — língua de sinais e o português — para acompanhar a inclusão e buscar sempre alternativas para melhorar o ensino.

Leia mais: Como sua escola pode ser mais diversa e inclusiva?

Além disso, a comunicação com a direção, os pais, os alunos e a sociedade deve ser clara. Saber ouvir é uma habilidade essencial em um professor e a escuta ativa pode trazer mudanças bastante positivas no processo de aprendizagem dos alunos. 

Como você viu, também é importante ajudar os alunos a desenvolverem suas habilidades socioemocionais. O professor do futuro ajuda os alunos no autoconhecimento, a gerenciar suas emoções e a desenvolver empatia.

Em síntese, essas são habilidades que promovem uma melhor relação entre professor e aluno, sem deixar de lado a preocupação com a qualidade do ensino e as novas tecnologias na educação. Com professores assim, sua instituição só tem a ganhar.

Leia mais: A valorização de professores é o futuro para uma educação de qualidade: entenda o papel da escola nesse processo

Como o Sponte se fará presente na escola do futuro?

Até agora, falamos apenas da parte de gestão pedagógica da escola do futuro. A verdade é que sua gestão administrativa também ganha fortes aliados neste novo cenário.

O gestor de uma escola deve procurar dar atenção às necessidades de toda a comunidade escolar. Existe a comunicação com pais e responsáveis, com os próprios alunos e até mesmo com a sua equipe. 

O setor financeiro e todos os processos que o compõem possuem muitas questões administrativas e bastante burocráticas. 

No fim das contas, a tecnologia pode facilitar — e muito — a vida do gestor também, se ele contar com o software de gestão Sponte

Dentre muitas outras, as principais vantagens de se adotar um software de gestão escolar online são:

  • Diminuição de custos com papel, ao evitar a impressão de comunicados e atividades pedagógicas, que podem ser feitos no ambiente online.
  • Menos tempo investido na emissão de documentos, como histórico e boletim escolar, uma vez que isso tudo pode ser gerado e disponibilizado em canais digitais.
  • Facilidade no contato com sua comunidade escolar em multicanais, melhorando o relacionamento da escola com alunos, pais e responsáveis, professores e outros membros da equipe da instituição.
  • Otimização do tempo de trabalho da equipe no desenvolvimento de tarefas.
  • Acesso digital a conteúdos de aulas e tarefas disponibilizadas pelo professor.

As duas décadas de existência da Sponte e nossa paixão por tecnologia fazem com que a empresa esteja sempre inovando para ajudar sua escola a ir muito mais longe.

O sistema Sponte possui uma série de ferramentas que tornam sua escola mais digital, deixando-a preparada para a realidade da educação do futuro.

Além de todos os módulos para sua gestão financeira e administrativa, também existem ferramentas que tornam a gestão pedagógica mais efetiva, como Portal do Aluno e sala de aula online.

Com essas funcionalidades, é possível disponibilizar atividades para o acesso do aluno, além de links para que ele acompanhe as aulas onlines. Essa é apenas uma parte de todas as funcionalidades do sistema de gestão educacional Sponte. 

Bom, para finalizar, outro importante passo para direcionar sua escola no melhor caminho para o futuro é a valorização do professor. Por isso, separamos uma palestra muito interessante do nosso I Sponte para a educação, em que o Juliano de Melo Costa fala sobre isso. Confira:

Escola do futuro: como transformar sua gestão escolar? | Sponte

compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Analista de Conteúdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.