Por Cristopher Morais, 08 de dezembro de 2021
Tempo de leitura: 6 minutos

A valorização de professores é o futuro para uma educação de qualidade: entenda o papel da escola nesse processo

Valorização de professores: o futuro para uma educação melhor | Sponte

Professores são um dos pilares que mantêm as escolas, sustentam a educação e promovem o letramento para os alunos. Pensando nisso, é crucial que as escolas e os gestores da educação atuem lado a lado com os docentes, proporcionando boas condições de trabalho e valorização profissional

Recentemente, em nosso evento, o I Sponte para a educação, contamos com a presença de um convidado especialista da área de educação: Juliano de Melo Costa, vice-presidente de Produtos Educacionais da Pearson na América Latina, professor e mestre em História, que realizou uma palestra sobre a valorização do professor como o melhor caminho para o futuro da educação. 

Costa discute sobre a necessidade de reconhecer o esforço gigante que as escolas e os gestores educacionais tiveram para se manterem funcionando, incluindo os professores, especialmente após superarmos quase dois anos letivos cheios de desafios e experiências problemáticas.

Pensando nisso, preparamos este texto para que você possa aproveitar ainda mais o conhecimento que nosso palestrante levou para o evento e ainda compreender qual é o papel da escola no processo de valorização de professores.

Aproveite a leitura!

O momento ideal para falarmos sobre a valorização do professor
Os impactos positivos nas escolas que decidem valorizar os professores

Valorização de professores: o futuro para uma educação melhor | Sponte

O momento ideal para falarmos sobre a valorização do professor

Durante quase dois anos de pandemia no mundo todo — que apesar de estar em um momento menos crítico, ainda não terminou —, a educação precisou aprender a se adaptar a situações adversas. Teve que abraçar o ensino a distância e depois o modelo híbrido, e ainda terá que lidar com uma nova normalidade que virá após a pandemia.

Juliano Costa fez uma excelente reflexão sobre o panorama da educação no Brasil durante o período de maior mudança do ensino nas últimas décadas. Nesse contexto, é interessante destacar que as aulas online passaram por muitos problemas.

Especialmente no Brasil, tivemos experiências bem-sucedidas e outras mais problemáticas. Mas, apesar de tudo, conseguimos lidar com esse período e manter a educação andando. É indiscutível o esforço gigantesco que as escolas, e toda a comunidade escolar, tiveram para se adaptarem a esse período. 

Assim como citou Juliano Costa, o professor foi agente fundamental para que pudéssemos passar por esse período de dificuldades, e continua sendo indispensável para a escola realizar um bom trabalho na formação dos estudantes. 

Leia mais: Como ter professores engajados, que contribuem para a retenção e captação de alunos?

Para Costa, a pandemia foi a maior prova disso, porque fecharam-se as escolas e os prédios centenários, mas a educação seguiu seu curso. Foi continuada por “gente”, por pessoas que ensinam e que também aprendem, afinal, a educação é um processo baseado em gente, em pessoas. 

É por isso que este momento é o ideal para falarmos sobre a valorização dos professores. Principalmente porque a carreira docente no Brasil ainda é desvalorizada. Veja: 

  • Ainda de acordo com a pesquisa, o salário é apenas uma peça de um grande e complexo quebra-cabeça. Há muitas razões para explicar o motivo pelo qual esse status é tão baixo no Brasil.
  • Entre várias outras análises, outro ponto crucial da pesquisa é que aumentar o prestígio e garantir mais respeito aos professores é importante para melhorar o desempenho dos alunos e para que estes permaneçam na escola. 
Valorização de professores: o futuro para uma educação melhor | Sponte

Ou seja, a valorização do professor reflete em sala de aula, especialmente neste momento em que as escolas precisarão unir forças para conquistar a atenção de alunos que passaram pela experiência do ensino remoto.

Leia mais: Os desafios dos professores após um ano de ensino remoto

Ao encontro desses dados, é válido relembrarmos uma das fala de destaque de Juliano Costa: 

“Valorizar o professor não é o único caminho para o sucesso da educação, porém, com certeza, é o melhor.”

É importante ressaltar que valorizar o professor não é somente oferecer a ele um salário alto. Veja outras formas de possibilitar essa valorização: 

  • Oferecer inovações tecnológicas para que ele tenha mais tempo para se dedicar a novos conhecimentos.
  • Proporcionar formação continuada.
  • Oferecer planos de carreira conforme o desempenho do profissional em realizar novos cursos.
  • Ampliar o diálogo sobre a organização e planejamento escolar.
  • Estipular uma cultura de feedback na escola.

Esses são apenas alguns meios de como valorizar os professores de sua escola. Você também pode conversar com eles em uma reunião, mostrar-se disposto a ouvi-los sobre como se sentiriam mais valorizados no ambiente escolar. 

Continue a leitura para saber mais sobre como potencializar a valorização dos professores de sua escola pode impactar positivamente os resultados de sua gestão.

Valorização de professores: o futuro para uma educação melhor | Sponte

Os impactos positivos nas escolas que decidem valorizar os professores

Como você já sabe, os professores são os principais responsáveis pelo sucesso escolar dos alunos. Com isso em mente, é fácil compreender que as escolas que investem em melhorias no trabalho dos docentes têm muito a ganhar, já que alunos bem desenvolvidos resultam em mais: 

  • Indicações
  • Visibilidade
  • Procura por matrículas
  • Aprovações nos vestibulares
  • Avaliações positivas
  • E muito mais!

Além disso, atualmente, os professores atuam como mediadores para ajudar o aluno a se tornar protagonista do próprio aprendizado. Os docentes deixaram de ser apenas transmissores de conhecimento e passaram a ser facilitadores para os alunos. 

Nesse sentido, valorizar professores por meio do oferecimento de recursos tecnológicos que automatizam tarefas e melhoram o uso do tempo, faz com que eles possam se dedicar à busca por novos conhecimentos e à construção de um relacionamento mais próximo com os alunos. 

Leia mais: Quais são as habilidades que os professores da Educação 4.0 precisam ter

Além de ser excelente para desafogar a rotina do professor, também é bom para a escola, que conquista resultados melhores como um todo.

Oferecer cursos, workshops e outros tipos de capacitações também é uma forma de valorizar o professor e que impacta positivamente no desempenho da escola. 

Quanto mais conhecimento seus professores adquirirem, melhores serão suas aulas e o engajamento dos alunos, ao passo que o professor perceberá que a escola está investindo em sua formação. O mais relevante é oferecer cursos vinculados ao currículo escolar dos alunos, que tenham relevância para o ensino em sala de aula.

Além disso, docentes qualificados são atrativos para novas matrículas. Como citou Juliano Costa, no I Sponte para a educação, o professor é a peça-chave do sucesso para a educação formal. Ele responde a perguntas que o Google não consegue. Então, invista nele.

Valorização de professores: o futuro para uma educação melhor | Sponte

Até agora, falamos sobre o impacto de investir na formação dos professores para valorizar os profissionais e ter mais resultados positivos. Mas a verdade é que essa valorização é composta por uma tríade: formação, carreira e salário. 

Agora, pensando no âmbito da carreira, investir em estabelecer um plano que apresente aos professores o caminho a ser seguido pela progressão na carreira, para que eles conheçam suas possibilidades de crescimento, leva muitos benefícios para a escola. Entre eles:

  • Mais retenção dos professores com melhores desempenhos
  • Mais satisfação dos docentes
  • Melhor desempenho nas aulas

Mostrar aos bons profissionais de sua escola que nela eles podem encontrar oportunidades de aprendizado, novas experiências e crescimento profissional, fará com que eles queiram continuar, e isso é muito bom, já que rotatividade não cai bem nas escolas.

Entretanto, não há como negar que o salário é a principal forma de os profissionais sentirem-se valorizados e reconhecidos em um trabalho. Os professores desempenham um papel fundamental na sociedade, mas não são valorizados como tal. Com baixos salários, a busca por cursos de licenciatura tem sido cada vez menor. 

É fundamental que os docentes contem com o apoio da escola nesse sentido. A carreira precisa ser estimulante para que as pessoas queiram trilhar essa formação. Os professores que atuam na escola precisam ter um salário inicial correspondente à média dos profissionais com formação equivalente, com a certeza de progresso salarial conforme o desempenho e a contínua formação. Essa é uma maneira de incentivar sua equipe de professores e torná-la ainda mais produtiva

Em síntese, é indispensável que a gestão escolar pense em uma política de valorização dos professores que combine a tríade: formação, carreira e salário. Além de proporcionar um ambiente de trabalho melhor, os resultados serão satisfatórios para todos os envolvidos na rede escolar. 

Se você deseja saber mais sobre a importância da valorização dos professores, assista à palestra de Juliano Costa na íntegra:

compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Gerente de Produto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.