Reposição de aulas e reforço no pós-pandemia: como fica?

Saiba como sua gestão educacional pode organizar um calendário escolar que inclua a reposição de aulas e os reforços em 2021.

Por Suellen Bosse em 25 de fevereiro de 2021.

Durante quase todo o ano de 2020, escolas de educação básica do Brasil inteiro tiveram que lidar com uma nova realidade. Por causa da pandemia de COVID-19, as instituições tiveram de fechar suas portas e adaptar as suas metodologias para um modelo de educação a distância.

No entanto, agora as portas voltaram a se abrir. Em muitas escolas as aulas presenciais já reiniciaram, por isso é preciso organizar a gestão para 2021. E uma parte muito importante desse processo é a reposição do ensino que foi perdido em 2020.

Então, se você quer suprir as necessidades da aprendizagem e manter a alta qualidade do ensino em sua escola, é preciso entender mais sobre este momento de retorno às aulas presenciais.

Os desafios do retorno às aulas presenciais
A importância da reposição de aulas e do reforço na educação básica
As determinações legais para a gestão escolar de 2021
Como organizar seu calendário para as reposições no novo ano letivo
Compartilhe a nova rotina escolar através de uma boa comunicação com pais e alunos

Os desafios do retorno às aulas presenciais

Reposição de aulas e reforço no pós-pandemia | Sponte

Desde março, todas as escolas do país ficaram sem aulas tradicionais. E agora, que as portas estão reabrindo, é preciso saber como se preparar para o retorno das aulas presenciais.

Isso envolve toda a organização da escola para manter a segurança dos seus alunos, professores e de toda a equipe. Afinal, a pandemia ainda não acabou e é preciso tomar cuidados especiais para evitar contaminações dentro de suas salas de aula e do ambiente comum da escola.

Para proteger seus alunos, confira: O Guia do MEC para o retorno das aulas presenciais: o que sua escola precisa saber?

Além disso, também é importante considerar a fragilidade dos alunos e da sua equipe neste momento de retorno. A empatia e o cuidado são essenciais para a volta das aulas presenciais e para os caminhos da educação em 2021.

Mas ainda há duas outras questões que sua gestão escolar precisa levar em conta neste momento: a obrigação de repor as aulas perdidas e a necessidade de oferecer aulas de reforço para seus estudantes.

Leia mais e entenda como preparar sua escola para garantir um ensino adequado e compensar as dificuldades do ano passado.

A importância da reposição de aulas e do reforço na educação básica

Neste momento você pode se perguntar: “por que eu deveria repor aulas em minha escola?” 

Afinal, sua escola pode ter se adaptado completamente aos desafios da pandemia. É possível que já no início da quarentena você tenha começado a usar uma ferramenta de aulas a distância, como a sala de aula online do Sponte, não é?

No entanto, nem todas as escolas tiveram essa agilidade para adaptar suas aulas, e mesmo as que estavam mais preparadas enfrentaram dificuldades, como:

  • Problemas na conexão dos alunos;
  • Falta de adaptação nas metodologias de ensino;
  • Dificuldade de adaptação para os professores;
  • Falta de atenção da parte dos alunos;
  • Dificuldade para garantir o cumprimento do calendário escolar.

Em meio a tudo isso, é essencial que sua gestão escolar busque maneiras de compensar o aprendizado que os alunos saíram perdendo durante 2020. 

Com a reposição das aulas, é possível conseguir o cumprimento do calendário escolar necessário para completar o aprendizado de seus alunos. Assim você pode garantir que seus estudantes tenham contato com toda a matéria que deveria ter sido passada em 2020.

Já o reforço escolar ajudará seu ensino a manter a excelente qualidade que ele costumava ter. Isso é principalmente importante para alunos que tiveram dificuldades de aprendizagem durante o período de pandemia. 

Por isso, é importantíssimo realizar avaliações e medir o conhecimento que eles conseguiram absorver nas aulas online. A partir disso, pode-se avaliar a necessidade do reforço para cada estudante.

As determinações legais para a gestão escolar de 2021

Reposição de aulas e reforço no pós-pandemia | Sponte

Além dessas vantagens, também é preciso considerar o que diz a lei  sobre o retorno das aulas e, principalmente, a respeito de como você pode cumprir as exigências do calendário escolar de 2020.

O primeiro ponto a ser avaliado é a Medida Provisória nº 934, de abril de 2020. Já lá atrás, no início da pandemia, o governo definiu que as escolas de educação básica ficariam dispensadas de cumprir o mínimo de 200 dias obrigatórios para o calendário escolar.

No entanto, a medida manteve a exigência de cumprir a carga horária mínima anual: 800 horas. É aí que entra a necessidade da reposição de aulas, já que muitas escolas não conseguiram alcançar esse tempo.

Vale lembrar que a legislação ainda depende das determinações das Secretarias Estaduais de Educação. Por isso, avalie as determinações do seu estado para lidar com o retorno às aulas.

Para cumprir as horas letivas obrigatórias, muitas escolas estão optando pelo ensino unificado, que é uma recomendação do Ministério da Educação. A sugestão é de que as instituições adotem anos escolares contínuos, combinando os conteúdos que faltaram em 2020 com os que devem ser passados em 2021.

Dessa forma, se torna possível voltar a nivelar a qualidade do aprendizado das turmas.

Para ajudar ainda mais nessa retomada, o Conselho Nacional da Educação (CNE) recomenda que as escolas reprogramem os períodos de férias e considerem usar sábados e dias de recesso para repor as aulas faltantes.

Além disso, o CNE também indica a possibilidade de ampliar a jornada escolar, aumentando as horas que as crianças ficam na escola – seja no seu próprio turno ou no contraturno.

Por fim, o CNE ainda considera a necessidade de manter o ensino remoto em 2021. Isso fica a critério das escolas, mas é uma possibilidade para cumprir parte das horas que faltam com atividades não presenciais.

Essa seria uma forma de aproveitar as possibilidades do ensino híbrido na prática. Quer saber mais sobre essa nova forma de ensino, que vai mesclar as aulas presenciais com as atividades digitais? Então confira o eBook:

Como organizar seu calendário para as reposições no novo ano letivo

Reposição de aulas e reforço no pós-pandemia | Sponte

A partir das definições legais e das sugestões do Conselho Nacional da Educação, sua escola é capaz de organizar com mais eficiência um calendário escolar de 2021 que leve em conta as reposições e os reforços. Para te ajudar com isso, preparamos um passo a passo que você pode seguir:

Avalie quantas horas-aula faltaram em 2020

Lembre-se que sua escola precisa garantir as 800 horas-aula para cumprir o calendário letivo de 2020. Então avalie o que faltou para saber quantas horas sua escola precisa repor neste ano letivo unificado.

Organize o calendário escolar com as aulas normais de 2021

Nada de compensar as aulas de 2020 atrasando as lições de 2021. Por isso, é prioridade programar as aulas deste ano. 

Assim, você também terá noção de quantos dias vão sobrar para compensar as aulas que ficaram para trás, e também conseguirá avaliar se será preciso ampliar a carga-horária, reduzir as férias ou dar aulas nos sábados.

Para ter essa visão de forma mais completa, transparente e acessível, vale a pena contar com a tecnologia. Uma excelente opção é programar o calendário no sistema de gestão escolar Sponte. Com isso, as aulas estarão organizadas, visíveis e podem ser acessadas pela comunidade escolar através do APP Sponte Agenda.

Programe as reposições no calendário de 2021

Assim que você tem todas as datas normais lançadas no calendário escolar, é hora de avaliar onde você pode encaixar suas reposições.

A prioridade é avaliar dias normais de aula, que sobrariam para cumprir seu calendário normal. Aproveite essas datas para começar a cumprir as horas faltantes.

Se ainda faltarem muitas horas, este é o momento de fazer a escolha mais difícil: separar feriados, períodos de férias, sábados ou mesmo horários em contraturno para compensar outras horas.

Para isso também é interessante contar com calendário escolar no seu software de gestão. Essa é apenas uma das formas como o Sponte pode transformar sua gestão escolar no pós-pandemia.

Avalie a possibilidade de realizar reforços presenciais

Assim que você programar todas as reposições, é hora de pensar nos reforços. O ideal é que eles aconteçam o quanto antes, para nivelar logo seus alunos.

O primeiro passo para isso é verificar os horários que sobraram no seu calendário e ver se é possível realizar alguns reforços no contraturno, em sábados, ou mesmo em datas normais que tenham sobrado na programação.

Veja quais atividades podem ser aplicadas no ensino remoto

Nem todos os reforços – e talvez nem todas as reposições – poderão ser feitas presencialmente. Além disso, sua escola pode até optar por não fazer todas as aulas normais presencialmente, afinal, temos a possibilidade do ensino híbrido.

Nesse sentido, você pode realizar aulas a distância, com a Sala de Aula Online do Sponte, ou mesmo passar atividades e avaliações para os alunos realizarem em casa, com o nosso Portal do Aluno

O Portal possibilita o envio de comunicados, a entrega de trabalhos, a realização de avaliações a distância e muito mais.

No entanto, é importante destacar que você não pode deixar essa marcação de aulas indefinida. É essencial já organizar quais atividades serão passadas a distância e organizá-las no seu calendário escolar. Isso facilitará muito a gestão da escola, a organização das aulas e a comunicação com pais e alunos.

Compartilhe a nova rotina escolar através de uma boa comunicação com pais e alunos

Reposição de aulas e reforço no pós-pandemia | Sponte

Sabemos que todo esse processo pode ser complicado, principalmente levando-se em conta que é preciso compartilhar todas as informações com a comunidade escolar

É importante que pais e alunos sejam parceiros nesse momento. Os estudantes devem participar das reposições nas datas corretas – mesmo que sejam feriados – e cumprir as atividades passadas a distância. Já seus familiares precisam estar atentos a essa participação, incentivando e ajudando os filhos a cumprirem suas responsabilidades.

Então, para fortalecer esse contato, você pode publicar as datas e outras informações nas suas redes sociais e até entrar em contato manualmente com cada família.

No entanto, há maneiras de agilizar o processo e evitar a trabalheira nesse contato. Uma excelente opção é contar com o APP Sponte Agenda e com o Portal do Aluno do Sponte

Com essas funcionalidades, os pais e alunos podem receber comunicados, trocar mensagens com a gestão escolar e até acompanhar toda a programação no calendário de sua escola.

Entenda mais sobre as funcionalidades do Sponte para a sua escola: Sistema de Gestão para Escolas de Educação Básica.

E conheça mais formas de fortalecer a comunicação com a sua comunidade escolar lendo nosso eBook gratuito:

Suellen Bosse / Gerente de Marketing

Atualmente é Gerente de Marketing, com mais de 15 anos de experiência na área de comunicação e relacionamento, faz parte do time da Sponte há mais de 18 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *