Os desafios que os professores enfrentam em meio a uma pandemia

A pandemia de COVID-19 afetou muito a gestão escolar e criou novos desafios para professores. Descubra quais são esses obstáculos e como superá-los!

Por Marcelo Fossá em 11 de agosto de 2020.

O impacto causado pela pandemia de COVID-19 foi forte principalmente na gestão escolar. As escolas tiveram de fechar as portas, os alunos foram mandados para casa e o ensino acabou – de uma hora para outra – sendo transferido para um esquema de aulas remotas.

Isso transformou radicalmente o modo de trabalho dos professores em todo o Brasil. E o pior: a velocidade da transformação jogou os educadores nessa nova realidade com pouquíssimo preparo.

É uma situação tão séria que mesmo depois de seis semanas do início do isolamento, a grande maioria dos professores brasileiros continuavam se sentindo despreparados para a nova forma de ensino. 

Essa informação vem de uma pesquisa do Instituto Península, publicada no final de maio. A pesquisa foi feita com 7.734 professores no Brasil inteiro, entre os dias 13 de abril e 14 de maio. 

83% dos professores disseram que ainda se sentem nada ou pouco preparados para a nova rotina de ensino remoto.

Além disso, 88% dos entrevistados disseram que nunca tinham dado aulas em formato digital – o que aumenta ainda mais os desafios dos professores para se adaptar a essa realidade.

E o impacto emocional também é algo que precisa ser levado em conta! Nós aqui da Sponte sabemos da importância que cada professor tem na educação e reconhecemos o quanto os desafios podem impactar o psicológico.

O mesmo estudo do Instituto Península indicou que 67% dos entrevistados se disseram ansiosos durante o período de pandemia. 35% sentiam-se sobrecarregados, e 34% estressados.

Tudo isso deve ser levado em conta e significa que os professores precisam da gestão escolar mais do que nunca! Mas também é importante buscar outras formas de melhorar a relação do professor com essa nova forma de ensino e começar a preparar a volta às aulas, para quando esse momento chegar.

Por isso, continue lendo para conferir os desafios dos professores durante a pandemia de COVID-19, e veja nossas dicas para te ajudar a lidar com este momento.

Lidar com as ferramentas digitais para ensino

Desafios que os professores enfrentam em meio a uma pandemia | Sponte

O primeiro grande desafio das aulas online que professores tiveram de enfrentar – e muitos ainda não o superaram – é a adaptação das aulas para as ferramentas digitais. 

Até o início de 2020, o ensino acontecia em salas de aula, amplas, presenciais, com uma lousa e, às vezes, um material de apoio digital. O professor precisava saber controlar a turma, passar seus conhecimentos e ter um pouco de experiência com tecnologias em sala de aula para usar uma lousa digital ou um datashow. 

Além disso, quando o professor dependia de uma ferramenta digital, a maioria das escolas contava com um técnico para ajudar a usar esses equipamentos.

Como todos sabemos, isso tudo mudou quando a pandemia chegou – e muitos professores se viram despreparados para a nova realidade.

Para lidar com isso, é essencial conhecer as ferramentas necessárias. Seja o Zoom, o Google Meet ou outro serviço que possibilite o ensino a distância, busque experimentar suas funcionalidades fora do horário de aula e entender tudo o que você pode fazer com ele.

Nesse sentido, vale a pena pesquisar informações sobre a ferramenta na internet, pedir orientações para a gestão escolar e também trocar experiências com outros professores. 

Essas três possibilidades ajudam muito a aprender e aproveitar o que a tecnologia tem a oferecer neste momento.

Outra dica é encarar a tecnologia como uma aliada, e não como um desafio. Lembre que sem ela seria praticamente impossível continuar lecionando! Então aproveite, aprenda como usá-la ao máximo e continue levando ensinamentos aos seus alunos.

Manter o engajamento e a disciplina dos alunos nas aulas à distância

Aprender a usar as ferramentas é um passo importante. No entanto, é apenas uma das etapas para um ensino de excelência a distância. Depois disso, também é essencial saber como engajar uma turma de alunos em aulas digitais.

Sabemos o quanto pode ser difícil manter o controle de uma turma de crianças ou adolescentes em uma aula presencial, não é? Disciplina não é o forte de muitos alunos, e exige bastante jogo de cintura e preparo do professor.

No entanto, isso fica ainda mais difícil quando cada aluno está em sua própria casa, com acesso ao celular e tantas outras distrações – e sem muita possibilidade de controle da parte do professor.

Nessa situação, é preciso buscar estratégias para manter o engajamento dos alunos. Isso inclui conhecê-los muito bem, para saber como captar sua atenção e seu entusiasmo.

Também é importante fazer perguntas e pedir a opinião dos alunos durante a aula, para que eles tenham a oportunidade de interagir e se sintam mais integrados ao processo de aprendizado.

Além disso, integrar as aulas com outras mídias também enriquece as aulas. Pode ser Netflix, Google, YouTube e outros meios que complementem o ensino com informações relacionadas. No mesmo sentido, contextualize o assunto das aulas com a realidade do aluno. Ambas as ações aumentam o interesse.

Proponha desafios, reconheça o esforço de cada estudante, parabenize quando eles completam as atividades e promova a interação, com exercícios em grupo, que possam ser feitos de forma virtual.

Outra forma de manter o engajamento é com a aplicação de metodologias ativas no EAD, para que o aluno seja um protagonista do próprio aprendizado. Isso ajuda muito a fazê-lo se sentir engajado.

Passar atividades e avaliações 

Outra dificuldade é passar atividades e avaliações – e garantir que o aluno realmente as execute neste tempo de aulas remotas.

Muitos professores enfrentam esse problema e ainda precisam se desdobrar para tentar convencer o aluno a não copiar a atividade do colega e ter seu próprio aprendizado.

Mas essa dificuldade é muito menor para professores que contam com o sistema Sponte de gestão escolar. Através do Portal do Aluno, o professor pode enviar atividades, passar avaliações, compartilhar notas e muito mais!

Se você, professor, está com dificuldade para aplicar atividades e avaliações neste momento de pandemia e ensino a distância, converse com a gestão da sua escola. Descubra se o sistema deles permite essa funcionalidade e comece a resolver muitos de seus problemas!

Ter um relacionamento com os pais e responsáveis

É preciso levar em conta a importância dos pais e responsáveis para manter o interesse do aluno, garantir que ele faça as atividades e não interrompê-lo durante as aulas.

Por isso, o professor deve buscar ter algum tipo de contato com os pais e responsáveis – ao menos mostrando-se disponível para tirar dúvidas sobre a educação dos alunos durante a pandemia.

O Portal do Aluno do Sponte também ajuda nesse quesito, criando um caminho oficial de comunicação entre a escola, os alunos e seus familiares. Além disso, o portal também possibilita enviar notas e conteúdos para os pais e responsáveis.

Estabelecer um horário para tirar dúvidas

Com a suspensão das aulas presenciais, os alunos perdem boa parte do contato com o professor e muitos não se sentem confortáveis para tirar dúvidas durante as aulas online.

Além disso, pais e responsáveis também muitas vezes terão dúvidas e questionamentos sobre o andamento das aulas e da educação de seus filhos.

Já falamos como é importante estar disponível para resolver essas dúvidas e fortalecer o relacionamento com pais e alunos. No entanto, estar disponível a qualquer horário pode ser muito prejudicial! 

Você, professor, pode acabar recebendo mensagens o tempo todo. Isso prejudica seu emocional, atrapalha seu descanso e aumenta ainda mais o estresse e a ansiedade em tempos de pandemia.

Por isso, não compartilhe seu número de WhatsApp! E sim, conte com o Portal do Aluno Sponte para realizar os contatos e tirar dúvidas. Diga que esse é o canal oficial  e estabeleça horários em que você vai estar disponível. 

Isso permite uma gestão muito melhor do seu tempo e ajuda a dar respostas melhores, com calma para avaliar qualquer dúvida.

Cuidar do emocional e manter a motivação

Desafios que os professores enfrentam em meio a uma pandemia | Sponte

Já falamos sobre como o emocional dos professores pode ser afetado seriamente neste período de pandemia. Por isso, é preciso ter um sério cuidado para não se deixar levar pela ansiedade e insegurança do momento.

Cuidar do seu emocional envolve ter horários separados para o seu lazer e para o seu descanso todos os dias! Nada de resolver dúvidas e problemas quando deveria estar descansando.

Não se sinta culpado por tirar um tempo para si. Sem períodos de lazer e descanso, você prejudica sua própria saúde e ainda acaba afetando os resultados das aulas.

Além disso, vale a pena procurar apoio profissional, se sentir essa necessidade. Converse com a gestão escolar para avaliar se há disponibilidade de atendimentos através da escola! Esse é um apoio muito importante que gestores podem dar neste momento.

Também é interessante reunir-se – virtualmente – com colegas professores, para trocar experiências, dicas de uso das ferramentas digitais e simplesmente conversar, como você costumava fazer na sala dos professores. Isso ajuda muito a manter a motivação nas aulas a distância.

Se preparar para a volta às aulas presenciais

Mesmo que não saibamos muito bem quando as escolas serão reabertas e como vai ser essa volta às aulas, é preciso começar a se preparar.

Os desafios de uma possível volta às aulas vão ser mais sentidos pela gestão escolar, mas você, professor, também precisa levar isso em conta.

Como readaptar suas aulas para o presencial? Como levar os materiais que os alunos usavam de forma digital para o mundo físico? Como lidar com os alunos, que podem ter passado por momentos difíceis durante a pandemia?

Há várias dificuldades que devem ser consideradas. Mas há também vantagens para o professor que realmente estiver preparado!

Quando as aulas voltarem, será possível levar para a escola muitas das experiências positivas do ensino a distância. 

O uso de ferramentas digitais, a integração com a realidade e com outras mídias, o relacionamento com os pais, a nova forma de cobrar disciplina: todos esses desafios dos professores podem se tornar aprendizados que vão melhorar ainda mais suas aulas presenciais!

Conclusão

A gestão escolar mudou com os estudos em casa. Como todos temos sentido na pele, esse impacto afetou não apenas os professores, mas também o setor administrativo, o setor pedagógico e até o relacionamento com a comunidade escolar.

Lidar com a COVID-19 se mostrou um imenso desafio. Mas com boas estratégias e ótimas ferramentas, como as oferecidas pelo sistema Sponte, que integra todas as áreas da sua escola, é possível sair com uma gestão escolar ainda melhor ao fim da pandemia!

Toda a equipe Sponte está dedicando seus maiores esforços para te ajudar a lidar melhor com esse momento, com funcionalidades tecnológicas, suporte de qualidade e muitas orientações no nosso blog e em nossos eBooks.
Preparamos, inclusive, um eBook inteiro focado em melhorar a gestão escolar em tempos de COVID-19. Confira, aproveite e conte sempre conosco:

Marcelo Fossá / Gerente de Atendimento

Atualmente é Gerente do Atendimento da Sponte há quase 8 anos e possui experiência nas áreas de suporte e sucesso do cliente.