Por Cristopher Morais, 21 de outubro de 2021

Como a gestão escolar deve lidar com o Novo Ensino Médio

Saiba quais os desafios apresentados na aplicação de mudanças do Novo Ensino Médio e como esse processo pode ser facilitado para sua gestão escolar.

Como a gestão escolar terá de lidar com o Novo Ensino Médio? | Sponte

Procurando um meio para modernizar o Ensino Médio, o Ministério da Educação fez significativas mudanças na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), que alteraram também a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Sua escola já está preparada para essas mudanças?

As mudanças consideram três aspectos em especial, sendo o primeiro deles o encorajamento do protagonismo dos estudantes e de seus projetos de vida.

O segundo aspecto diz respeito à escolha pessoal do que os jovens desejam estudar. Para isso, os alunos precisam ser orientados pelos professores para tomarem essa decisão de forma consciente e assertiva.

O terceiro e último fator aborda a valorização do processo de ensino-aprendizagem, já que haverá a ampliação da carga horária escolar.

Assim, o objetivo da implementação do Novo Ensino Médio é garantir que o direito à educação de qualidade, previsto na Constituição Federal de 1988, seja efetivamente colocado em prática. 

As escolas precisam se adequar às mudanças do Novo Ensino Médio a partir de 2022, seguindo as diretrizes do novo sistema. Por isso, preparamos este conteúdo para explicar as alterações que vão ocorrer a partir do próximo ano e como a gestão escolar deve se preparar para aplicar tamanha mudança na prática.

Como preparar sua escola para o Novo Ensino Médio?
Quais são as ações para a implementação do Novo Ensino Médio?
Desafios para a implementação as mudanças na gestão educacional
Sua gestão escolar está preparada para receber o Novo Ensino Médio?

Como preparar sua escola para o Novo Ensino Médio?

De acordo com o Governo Federal, por meio da Portaria do MEC n.º 521/2021, de 14 de julho de 2021, as escolas brasileiras passam a ter datas específicas para implementar as mudanças do Novo Ensino Médio, que já havia sido aprovado em 2017.

O que parecia distante, aproximou-se a passos largos. A partir do primeiro semestre de 2022, o primeiro ano do Ensino Médio precisa estar de acordo com as mudanças no currículo, em conformidade com as habilidades previstas na BNCC.

Depois desse momento inicial, a mudança ocorrerá de maneira progressiva até que todas as escolas estejam funcionando dentro do novo currículo até 2024, ano em que o Enem também será atualizado.

Para implementar o Novo Ensino Médio, as redes estaduais e privadas de ensino precisam definir a Formação Geral Básica e sugerir um currículo a ser seguido, além de elaborar dois Itinerários Formativos, pelo menos.


Além disso, a atualização abrange também a tecnologia como parte fundamental para o ensino e a regulamentação das aulas online, que antes da pandemia eram muito raras para essa fase escolar.

O Guia completo para ensino a distância nas escolas e centros de ensino


Sendo assim, sua escola deve estar preparada com infraestrutura tecnológica para a aplicação total desse novo currículo, como a disponibilidade de redes sem fio por todo o ambiente e a presença de salas multimídia, além de salas de aula online integradas à gestão da escola.

Ainda, para estar de acordo com a modernização do Ensino Médio, recomenda-se contar com um sistema de gestão escolar, equipado com uma plataforma de educação a distância, por exemplo, o sistema Sponte, que torna os processos escolares mais ágeis e oferece a modalidade de ensino virtual.


Depois de modernizar o ambiente, é preciso tomar algumas ações para que a implementação do novo currículo seja completa. Vamos analisá-las em seguida.

Quais são as ações para a implementação do Novo Ensino Médio?

Além do currículo comum proposto por cada Secretaria Estadual de Educação, as escolas precisam prestar atenção em outros aspectos:

  • Publicação do regimento interno de cada escola, representado pelo Projeto Político-Pedagógico (PPP).
  • Explicação de como as matrículas e a escolha de itinerários devem ocorrer.
  • Preparação do corpo docente para a implementação do novo currículo.
  • Consulta junto ao Conselho Estadual de Educação (CEE) sobre o cronograma de implementação do Novo Ensino Médio e a aprovação do novo currículo.

Essas ações são bem específicas e é interessante contar com uma equipe de pedagogos e professores para ajudarem nesse processo, especialmente na revisão do PPP e na escolha dos novos materiais didáticos.

Como a gestão escolar terá de lidar com o Novo Ensino Médio? | Sponte


Entrar em contato com a Secretaria Municipal e Estadual de Ensino é outra medida necessária para superar os desafios nesse período inicial.

Vejamos, a seguir, quais podem ser esses desafios e como se preparar de antemão para a implementação completa dessa atualização nos anos finais de sua escola de educação básica.

Desafios para a implementação do Novo Ensino Médio

A legislação responsável pela mudança no Ensino Médio foi aprovada em 2017. De lá para cá, o novo sistema educacional foi testado em algumas escolas, tanto da iniciativa pública quanto da privada, para verificar como o modelo funciona na prática.

Nesse primeiro momento, diversos desafios já foram relatados por gestores e professores que atuaram no novo regimento.

Os principais deles foram:

  • Adaptação ao aumento na carga horária:  o Novo Ensino Médio prevê um aumento de 2.400 horas para 3.000 horas totais, das quais 60% são destinadas para a formação geral básica e 40% aos itinerários formativos.

    Há a liberdade para escolher como o aumento será feito, como acrescentar uma hora em cada dia de aula ou optar pelo acréscimo no contraturno. Contudo, várias questões merecem atenção para oficializar esse aumento, como o transporte dos alunos e a disponibilidade de professores.
  • Elaboração dos itinerários formativos: as redes estaduais têm liberdade para a elaboração dos currículos dos itinerários, desde que respeitem os quatro eixos estruturantes: Investigação Científica, Mediação e Intervenção Sociocultural, Processos Criativos e Empreendedorismo dentro das escolas

    Contudo, cada escola fica responsável por escolher quais itinerários implementar, considerando o PPP da escola e o desejo dos alunos. É uma grande decisão, sendo um desafio tomá-la.
  • Descrédito do corpo escolar aos alunos: apesar das muitas liberdades que as escolas terão ao se adaptar ao Novo Ensino Médio, retirar o aluno da posição de protagonista não é uma delas. Aliás, esse é um ponto central do novo currículo, sendo a sua espinha dorsal. 

    Muitos professores e gestores acreditam que os alunos não têm maturidade para tamanha decisão, sendo esse um possível desafio para a implementação do Novo Ensino Médio. 

    Apesar desse detalhe, em escolas onde o sistema foi testado, os alunos mostraram maturidade para tomar essa decisão, mas os docentes orientam que os estudantes já devem ser guiados para isso desde o nono ano do Ensino Fundamental.
  • Formação de professores: como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação permite a contratação de profissionais para lecionar os cursos dos itinerários formativos e os técnico-profissionais, bem como a elaboração de materiais didáticos a serem utilizados nessas aulas, a escola tem mais liberdade para escolher o seu corpo docente.
Como a gestão escolar terá de lidar com o Novo Ensino Médio? | Sponte

É recomendável continuar com professores que já atuam na escola. Contudo, também é essencial buscar a especialização desses docentes para que eles possam se adaptar com facilidade a esse novo modelo de ensino, tornando indispensável a formação continuada de docentes.

Em casos de novas contratações, a escola deve buscar garantir o conhecimento e a habilidade pedagógica dos professores.

  • Adaptação tecnológica: a presença da tecnologia é prevista na nova matriz escolar e muitas escolas relataram esse desafio como um dos maiores a serem superados, devido à baixa disponibilidade de recursos financeiros. Sendo assim, implementar esses recursos tecnológicos será um investimento necessário.

Diante disso, analisar quais são os profissionais em falta no mercado local, e quais são as demandas da comunidade, é uma maneira de elaborar os itinerários formativos. Ter essa troca de informações com a comunidade local foi um dos desafios para a implementação do novo currículo. 

Ter conhecimento sobre as dificuldades que outras instituições de ensino tiveram ao implementar o Novo Ensino Médio pode ajudar a sua instituição a ter uma experiência mais enriquecedora e menos tortuosa.

Ao levar em consideração esses desafios, sua gestão escolar saberá como começar a fazer as adaptações necessárias para implementar a grade atualizada já no primeiro semestre de 2022.

Sua gestão escolar está preparada para receber o Novo Ensino Médio?

Como a gestão escolar terá de lidar com o Novo Ensino Médio? | Sponte

Há ainda muitas dúvidas relevantes sobre a implementação do Novo Ensino Médio. Porém, a exigência da tecnologia no ambiente escolar já ficou mais do que evidente.

Modernizar a escola é uma ótima estratégia para se preparar para a implementação do novo currículo. Para isso, sistemas de gestão escolar podem ser a solução. O Sponte, por exemplo, tem as seguintes vantagens:

  • Conta com uma plataforma para salas de aula online, que estão previstas e regularizadas no novo currículo.
  • Torna possível o cadastro de novas matrizes curriculares, o que será necessário ao atualizar o currículo escolar.
  • Facilita a organização do quadro de horários de professores e disciplinas, sendo isso indispensável, visto o aumento da carga horária e a adição de novos profissionais no Ensino Médio.
  • É possível gerar os planos de aulas, ferramenta útil aos professores, já que otimiza o tempo dos docentes, os quais poderão focar em sua formação.

Além de tudo, o sistema de gestão Sponte ajuda sua escola a se inserir no método de ensino proposto pela Educação 4.0, cujo principal preceito é colocar a tecnologia na sala de aula, tal como esse elemento se apresenta na realidade discente.
Assim, o gestor estará preparado para enfrentar os desafios que virão junto com o Novo Ensino Médio e oferecer essa educação tecnológica tão necessária aos jovens.

Quer entender mais sobre quais são as mudanças que a Educação 4.0 oferece à sua escola? Então acesse nosso eBook gratuito:

Educação 4.0

compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on google
Gerente de Produto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *