Plano de aula de acordo com a BNCC: como fazer?

Por Marketing em 11 de fevereiro de 2020.

Planejamento é uma peça fundamental para o sucesso de qualquer processo, e não é diferente no processo de ensino e aprendizagem dentro das escolas.

Enquanto o Projeto político Pedagógico (PPP) procura apresentar e planejar as atividades de toda a instituição de ensino, o plano de aula vem para auxiliar o professor dentro da sala de aula. Ou seja, de forma muito mais direta. 

A elaboração de um plano de aula para professores, é fundamental para que  se consiga manter o foco durante o ano letivo.

O documento acaba funcionando como um verdadeiro Guia, porque possui informações importantes sobre a disciplina. 

Em um plano de aula deve estar registrado o que será lecionado, os temas das aulas e o objetivo de cada uma delas.

Também deve constar qual é o objetivo geral daquele curso, e qual será a metodologia e a forma de avaliação aplicada nas turmas.

Fazer o plano de aula de acordo com a BNCC, torna o documento mais rico, e facilita o processo de ensino aprendizagem para o aluno, e para o professor.

Ele é um documento que deve ser construído de forma bem detalhada, com informações claras e um formato padrão.

Quando conseguimos enxergar o cenário por completo, fica mais fácil saber para que direção seguir.

E é justamente isso que o Plano de Aula pode fazer pelo professor. Ele acaba sendo o guia mestre do planejamento das aulas no decorrer do ano letivo. 

Na prática, o educador precisa saber de antemão o que será ensinado e como aquele conteúdo vai ser abordado para os alunos. Não se trata apenas da dominação do conteúdo e sim da compreensão de como passar esse conhecimento para a turma.

A melhor forma de fazer isso, é montando um plano de aula completo, que responda às seguintes perguntas: “Qual é a sua intenção? O que você pretende ensinar  nessa aula? Quais são os seus objetivos?”. 

A BNCC, dentre tantos objetivos, surge também com o intuito de auxiliar o professor na construção do plano de aulas. 

Qual a importância do plano de aula?

O planejamento de aula garante organização no processo de ensino e aprendizagem, e mantém o foco dos objetivos do professor durante todo o ano letivo. 

O plano de aula é um instrumento essencial de trabalho do professor, e para os alunos também.

E montar esse documento da maneira correta, e segui-lo, é muito importante.

Dedicação e objetividade são essenciais no que diz respeito a este documento.

Ir para a sala de aula sabendo quais assuntos serão abordados ao longo do ano, e como isso será feito, possibilita a melhora no desempenho do professor em sala de aula, e por consequência, dos alunos também.

Desenvolver o plano de aula de acordo com a BNCC torna o processo mais rápido, além de servir como guia para que o profissional saiba o que deve constar no documento. 

Planos de aula alinhados com o BNCC

A BNCC possui diretrizes sobre quais assuntos e conhecimentos devem ser abordados em cada fase da educação básica.

Esse tipo de informação, ajuda o profissional na hora de desenvolver um plano de aula. 

É preciso se preocupar com os assuntos, materiais que serão utilizados e até mesmo quais espaços serão o ambiente ideal no processo de ensino aprendizagem.

Pensar e planejar possíveis desdobramentos para situações adversas, também é muito importante.

Assim, o professor estará realmente preparado para lidar com seus alunos na sala de aula. 

Vamos entender o que deve conter em um plano de aula de acordo com a BNCC:

Recursos didáticos

Quais serão as ferramentas que o professor irá utilizar para aplicar a sua metodologia em sala de aula?

Estamos falando de filmes em sala de aula, matérias de jornais, revistas, livros e até mesmo outros cursos.

As avaliações também são recursos didáticos, e portanto é necessário deixar claro, como seus alunos serão avaliados. 

Estratégias

Quando se fala em marketing, sempre se destaca o quanto é importante conhecer seu público alvo.

Em termos de educação, o professor deve ter esse conhecimento sobre seus alunos. 

Assim, será possível criar estratégias para que o processo de aprendizado do aluno aconteça de forma eficiente, de verdade. 

Confira este passo a passo para montar um plano de aula:

1º Passo: Introdução

Todo o documento deve ter uma introdução, que identifique os principais pontos que serão abordados.

É importante destacar o nome da disciplina, e para quais turmas estes conhecimento são voltados.

2º Passo: Tema

Quais temas serão abordados ao longo do curso? Nesta etapa do plano de aula, é importante deixar claro os principais temas das aulas durante o ano letivo.

3º Passo: Objetivo

Quais serão os aprendizados desta matéria? Qual o objetivo principal do professor com as metodologias e assuntos que serão aplicados? Estas questões deve estar muito claras 

4º Passo: Conteúdo

Qual o conjunto de valores, conhecimentos e habilidades que o professor pretende despertar nos seus alunos? Quais atitudes devem ser incentivadas pelo professor para garantir o desenvolvimento e a socialização do estudante?

Tudo isso deve ficar especificado nesta etapa em três categorias: 

  • Conceitual;
  • Procedimental;
  • Atitudinal. 

5º Passo: Metodologia

Se trata das metodologias que serão aplicadas pelo professor em sala de aula, durante todo o período do ano letivo. 

É a forma como o docente manterá a atenção de seus alunos em cada aula. Podemos apontar:

  • Estudos de caso;
  • Aulas expositivas;
  • Debates;
  • Trabalhos em grupo;
  • E muito mais.

6º Passo: Cronograma

Ter um cronograma com datas, prazos e horários, mantém a organização e o fluxo de conteúdo das aulas.

O ideal é determinar quanto tempo em média leva para passar um conteúdo específico para a turma.

Sempre trabalhando com possibilidades para se adequar quando alguma situação sair do cronograma especificado anteriormente. 

7º Passo: Avaliação

Avaliar os alunos, e a turma num geral, é essencial para saber se a turma assimilou tudo o que foi ensinado ao longo das aulas. 

Este momento serve para que o professor analise se suas metodologias estão alcançando os objetivos determinados. 

Não se trata apenas das provas aplicadas. Mas também de testes e debates, além de trabalhos e temas de casa. 

8ª Passo: Referências

Esta é a última etapa do plano de aula. É aqui que o docente pontua quais as fontes utilizadas para a elaboração dos conteúdos e metodologias especificadas ao longo do documento.

Quando o cronograma está apertado, ele pode indicar tais referências para que os alunos se aprofundem no assunto, fora da sala de aula. 

Pode parecer um processo bastante complexo, mas contando com as diretrizes da BNCC, será muito mais fácil montar um plano de aulas. 

Não deixe de conferir as resoluções da BNCC, e procurar aplicar neste planejamento, tão importante na qualidade do ensino aprendizagem nas escolas e colégios de educação básica. 

O Papel da escola no processo de desenvolvimento do plano de aula

A escola deve auxiliar o processo no desenvolvimento do plano de aula. Ser o aporta deste profissional, ajuda a garantir a qualidade do ensinar dentro da instituição. 

Deixe claro quais são as diretrizes da BNCC em relação ao plano de aula, e garanta que sua escola conta com tecnologias que auxiliem o professor no seu trabalho.

Descubra como a Sponte pode ajudar sua escola a ter uma gestão de alta performance e eficiência!

Marketing / Analista de Marketing

Atualmente é Analista de Marketing, com mais de 04 anos de experiência na área da comunicação, faz parte do time da Sponte há 1 ano.