Por Michelle Terres, 13 de abril de 2022
Tempo de leitura: 6 minutos

PIX nas escolas: saiba como essa forma de pagamento está transformando a gestão escolar

Entenda mais sobre como receber por PIX nas escolas e veja as vantagens desse meio de pagamento eficiente, rápido e acessível.

PIX nas escolas: transforme sua gestão financeira | Sponte

Muitas escolas pelo Brasil e pelo mundo já adotaram o PIX como forma de pagamento em suas mensalidades. Isso vem causando um efeito positivo na gestão financeira, no combate à inadimplência e no relacionamento com alunos e responsáveis.

Já pensou em aplicar essa tecnologia em sua escola, mas não sabe exatamente o que ela significa e como você pode aproveitar suas vantagens? Então continue sua leitura e descubra as respostas para as principais dúvidas sobre a utilização do PIX na gestão financeira escolar:

O que é o PIX como forma de pagamento?
Por que o PIX é uma boa opção na gestão financeira para escolas?
O PIX é seguro para a gestão escolar?
O PIX tem custo para sua escola?
Como ter controle dos recebimentos via PIX?

O que é o PIX como forma de pagamento?

Para começar a aproveitar o PIX em sua escola, primeiro é necessário conhecer o básico sobre essa ferramenta que revolucionou a transferência de dinheiro nos últimos anos.

O PIX foi lançado pelo Banco Central do Brasil e começou a funcionar em novembro de 2020. Na prática, ele é uma ferramenta que permite a transferência instantânea de dinheiro entre pessoas físicas ou jurídicas. 

O dinheiro é enviado de uma conta para outra em até 10 segundos e a transferência pode ser feita a qualquer momento, inclusive em feriados e fins de semana. Afinal, o PIX funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Além de servir para transferências, ele também pode ser usado para pagar boletos, contas e até impostos.

Na prática, as transações via PIX podem ser feitas entre:

  • Duas pessoas físicas
  • Uma pessoa física e uma pessoa jurídica (como sua escola, por exemplo)
  • Duas pessoas jurídicas
  • Uma pessoa física/jurídica para o governo (pagamento de impostos)

E tudo isso pode ser feito na palma da mão: o usuário só precisa ter o aplicativo de sua agência bancária instalado no celular. A transferência (ou o pagamento) é feita por meio dele, com poucos cliques.

Todos os bancos e instituições financeiras que tenham 500 mil clientes ou mais precisam oferecer aos seus usuários a possibilidade de realizar PIX.

A transferência via PIX também tem a vantagem de ser muito simples: o usuário só precisa ter a “chave de PIX” do recebedor, o que pode ser um número de telefone, de CPF, ou outros. Isso facilita para quem vai receber, que só precisa apresentar esse código, e para quem vai enviar o dinheiro, que não precisa mais preencher várias informações na hora da transferência.

Para completar, o PIX é gratuito para pessoas físicas e MEIs, o que o torna ainda mais interessante para os usuários. 

Dessa maneira, ele desbancou quase totalmente outras formas de transferência financeira, como a Transferência Eletrônica Disponível (TED) e o Documento de Ordem de Crédito (DOC). Essas formas tradicionais são mais demoradas e tendem a custar mais caro.

Mas, enfim, por que isso é interessante para a gestão financeira escolar? Leia mais e entenda:

PIX nas escolas: transforme sua gestão financeira | Sponte

Por que o PIX é uma boa opção na gestão financeira para escolas?

Os motivos para contar com o PIX na gestão financeira escolar podem ser divididos entre os benefícios para os alunos e responsáveis, e as vantagens para a própria escola.

Para alunos e responsáveis, usar o PIX para pagar a mensalidade é muito fácil. Como acabamos de ver, eles podem fazer a transferência a qualquer momento, em qualquer dia da semana, sem precisar esperar horas bancárias ou dias úteis.

Essa transferência não tem qualquer custo para seu aluno e pode ser feita de qualquer lugar. O responsável pelo pagamento só precisa ter a chave de PIX da escola e o aplicativo do banco.

Para completar, ele pode ainda contar com o pagamento recorrente via PIX, que ajuda a evitar a inadimplência por esquecimento e facilita seu dia a dia.

CTA

Para a escola, saber como receber por PIX também é uma grande vantagem. Essa ferramenta ajuda a fazer uma boa gestão financeira, já que o dinheiro da mensalidade fica disponível rapidamente para a instituição. Esse processo elimina o trabalho da conciliação bancária, por exemplo.

Sem falar que, com um bom sistema de gestão que tenha integração com essa forma de pagamento, o valor da mensalidade pode ser abatido diretamente do cadastro do aluno, sem demandar de uma ação de seus colaboradores.

Também é importante levar em conta que o custo operacional de contar com o PIX tende a ser menor do que o de outros meios de pagamento para escolas, como os boletos.

Por fim, o PIX é uma ótima maneira de lidar com a inadimplência em sua escola. Afinal, ele é um meio de cobrança eficiente, que facilita o pagamento para alunos e responsáveis, e evita o atraso por esquecimento. Junto com ferramentas de cobrança recorrente, ele pode garantir finanças muito mais equilibradas para sua escola.

Leia mais: Diminua a inadimplência com métodos de cobrança eficientes.

Dessa forma, tanto a escola quanto os alunos e responsáveis saem ganhando ao contar com o PIX para pagamento de mensalidades

PIX nas escolas: transforme sua gestão financeira | Sponte

O PIX é seguro para a gestão escolar?

São tantos benefícios que é fácil ficar com um pé atrás, não é? Para muitos gestores escolares, o PIX parece “bom demais para ser verdade”, principalmente pela sua simplicidade.

Afinal, são transferências muito fáceis, feitas com uma simples “chave”. Será que o PIX como forma de pagamento realmente é seguro para o recebimento de mensalidades?

A resposta é: sim, o PIX na gestão escolar é uma ideia eficiente e também segura.

Ao inaugurar o PIX, o Banco Central do Brasil divulgou numerosas medidas de segurança que precisam ser seguidas pelas instituições bancárias que apresentarem a ferramenta.

Além disso, depois do lançamento, o Banco vem investindo em melhorias para monitorar as chaves, evitar golpes e fortalecer ainda mais a segurança do PIX.

Ou seja: o PIX nas escolas é seguro e está ficando cada vez mais protegido.

O PIX tem custo para sua escola?

Falamos anteriormente que o PIX é gratuito para pessoas físicas, o que é uma ótima vantagem para seus alunos e responsáveis. No entanto, isso nem sempre se aplica à escola.

De fato, o Banco Central deu aos bancos a liberdade para estabelecer tarifas para transações de PIX feitas ou recebidas por pessoas jurídicas. Essa é a tarifa que você deverá pagar para trabalhar com essa ferramenta.

A maioria das instituições bancárias trabalha com valores percentuais, como já é comum com cobranças de cartão de crédito ou débito.

Na prática, isso significa que a escola pagará um pequeno percentual (que costuma variar entre 0,99% e 1,5%) sobre o valor da transação.

Muitos bancos também determinaram valores mínimos e valores máximos para as taxas, para evitar custos muito grandes ou muito pequenos.

Além disso, algumas instituições financeiras têm valorizado clientes que permanecem um bom tempo no mesmo banco: o percentual da tarifa tende a reduzir quando a chave PIX está vinculada ao banco por um longo período.

Como cada banco tem formas e percentuais diferentes de cobrar a tarifa, não podemos afirmar como serão seus custos para usar o PIX. É preciso consultar seu banco e questionar sobre essas taxas. 

Depois, compare-as aos custos que sua escola tem com outras formas de pagamento e faça uma análise de custo-benefício, levando em conta as facilidades do PIX.

Leia mais: Reduza custos e combata a inadimplência.

PIX nas escolas: transforme sua gestão financeira | Sponte

Como ter controle dos recebimentos via PIX?

Ter como receber por PIX na gestão escolar é um passo importante para abraçar as novas tecnologias. Afinal, alunos e responsáveis querem eficiência na hora de pagar as mensalidades e esse certamente será um diferencial para sua escola.

Mas há ainda um desafio: sem o controle certo, os recebimentos via PIX podem ficar perdidos em sua conta. Dessa forma, a gestão financeira da escola seria forçada a rastrear cada pagamento e registrá-lo no cadastro do aluno.

Por isso, é essencial contar com um sistema que automatize esse processo, reduzindo muito o trabalho de sua equipe e permitindo que sua gestão financeira aproveite ao máximo os benefícios de receber via PIX.

Quer conhecer ainda mais possibilidades para garantir as finanças de sua escola? Então acesse nosso eBook:

CTA

compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Gerente Comercial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.