Por Cristopher Morais, 28 de maio de 2021

Redes sociais em escolas de idiomas, cursos técnicos e profissionalizantes: como usar?

Como usar as redes sociais para atrair novos alunos e fidelizar mais estudantes. Melhore sua captação e retenção e tenha mais matrículas!

Redes sociais: escolas de idiomas e cursos livres

Se a educação básica está enfrentando desafios neste momento, a situação é ainda mais séria para escolas de idiomas e para os cursos técnicos e profissionalizantes

Erroneamente, muitos pais, responsáveis e alunos não veem esses cursos como prioridade. Assim, centros de ensino do Brasil inteiro estão encarando adversidades devido à crise econômica e aos problemas do coronavírus.

O maior problema da situação é a queda na captação de alunos e, consequentemente, a redução na arrecadação de mensalidades

Para contornar essa dificuldade, é necessário que a gestão tenha um bom olhar sobre seu negócio e saiba explorar toda a potencialidade da escola e divulgá-la nas redes sociais.

Como diz o ditado: “a propaganda é a alma do negócio”, e quando aliada a uma boa estratégia, sua escola certamente verá retorno sobre esse investimento.

No artigo de hoje, trouxemos as redes sociais como uma solução para divulgar sua escola de idiomas ou seu centro de cursos técnicos e profissionalizantes, cativar seu público e, consequentemente, fechar novas matrículas.

Continue a leitura para saber como usar as redes sociais e conheça algumas ideias para gerar conteúdo que engaje o público e atraia mais alunos para sua escola de idiomas ou de cursos técnicos e livres !

Como usar as redes sociais a favor do seu centro de ensino?
Defina seu público no marketing digital
Estruture a linguagem da escola nas redes sociais
Escolha as redes sociais pelas quais sua escola vai se comunicar
Produza conteúdo para engajar, interagir e captar alunos
Conheça o potencial dos vídeos para atrair e fidelizar alunos
Divulgue postagens com as atividades realizadas na escola
Considere investir em impulsionamento nas redes sociais da sua escola

Como usar as redes sociais a favor do seu centro de ensino?

Para uma boa estratégia de marketing digital para escolas de idiomas, é preciso criar uma comunicação baseada em pontos essenciais. Por isso:

  1. Defina seu público no marketing digital
  1. Estruture a linguagem da escola nas redes sociais
  1. Escolha as redes sociais pelas quais sua escola vai se comunicar
  1. Produza conteúdo para engajar, interagir e captar alunos

Esses quatro pontos devem guiar toda a estratégia de marketing da escola. Em vista disso, vamos abordar cada um deles a seguir:

1. Defina seu público no marketing digital

Defina seu público no marketing digital

Antes de qualquer coisa, é essencial definir quem vai receber o conteúdo criado pela escola. É o momento de determinar qual público é visto como o consumidor ideal dos seus serviços. 

No caso das escolas de idiomas e dos cursos técnicos e profissionalizantes, o foco é um pouco diferente. Esses setores lidam tanto com adultos, buscando aprender uma nova língua ou se profissionalizar, quanto com crianças.

Quando os alunos são adultos, eles é que tomarão a decisão de estudar em sua escola, se ela se apresentar como a melhor opção para ele se profissionalizar. Já quando são crianças, quem carrega o poder de decisão sobre são os pais e responsáveis.

Cada comunicação produzida para as redes sociais precisa levar isso em conta. Pergunte-se quem é o público-alvo da postagem e crie um conteúdo adequado para ele.

Ter isso em mente de forma clara é crucial no momento de trabalhar com as redes sociais da escola.

Nesse sentido, vale a pena definir quem são as personas, ou os clientes ideais do seu centro de ensino. Se quiser entender mais sobre o assunto, confira nosso artigo: Saiba como definir a persona de sua escola.

2. Estruture a linguagem da escola nas redes sociais

A pergunta “como se comunicar?” só pode ser respondida corretamente quando o público-alvo já está bem definido. Isso porque cada tipo de público requer uma linguagem diferente. 

Alunos de cursos técnicos e profissionalizantes tendem a se comunicar com uma linguagem madura e geralmente têm em mente os benefícios que aquele curso pode trazer a médio e longo prazo para seu desenvolvimento profissional.

Portanto, suas postagens podem focar nesse contexto, apresentando como o aluno pode investir seu tempo em algo que renderá bons frutos no futuro. Isso é válido para todos os alunos adultos, seja quando o assunto é aprender uma nova língua, uma nova profissão ou até uma especialização.

Todavia, trabalhar com responsáveis por alunos em idade escolar, é totalmente diferente. Com esse público, o objetivo principal deve ser convencê-los de que o serviço da escola de idiomas ou cursos livres é ideal e essencial para seus filhos. Você entende a diferença?

Sendo assim, a forma de se comunicar com os pais deve sempre colocar seus filhos em primeiro lugar, trabalhando com a perspectiva do desenvolvimento das crianças para que elas se tornem adultos bem preparados para um mundo globalizado.

Além disso, é importante, também, realizar postagens focadas nas crianças e adolescentes! Por mais que não sejam os responsáveis por fechar a matrícula ou a rematrícula, eles são os principais usuários das redes sociais.

Assim, você tem duas vantagens importantes ao impactar esse público mais jovem com suas postagens:

  • Mais alcance para suas publicações, afinal, se os alunos estiverem engajados com suas redes sociais, eles vão compartilhar, mencionar e interagir com a escola na internet.

3. Escolha as redes sociais pelas quais sua escola vai se comunicar

No momento de escolher por qual canal sua escola irá se comunicar, é importante pensar onde seu público está. Foi por isso que, neste artigo, trouxemos as redes sociais como principal canal de comunicação para centros de ensino

A internet concentra todos os públicos, de todas as idades e com todos os interesses. Sendo o lugar onde seu público se encontra, faz todo sentido que sua escola marque presença no meio digital, a fim de se aproximar dos futuros clientes.

Entre as diversas redes sociais disponíveis, as maiores no Brasil e com maior número de ferramentas disponíveis para criação de conteúdo são: Instagram e Facebook. As ideias de conteúdo que traremos mais adiante serão focadas nessas duas mídias.

4. Produza conteúdo para engajar, interagir e captar alunos

 Produza conteúdo para engajar, interagir e captar alunos

Ao produzir conteúdo para as redes sociais, sua escola colhe três resultados importantes: 

  • As pessoas têm a oportunidade de conhecer melhor seu centro de ensino em diversos aspectos, como valores, como ela trabalha, quais são suas especialidades etc. Sendo assim, é uma maneira de se fazer propaganda de forma sutil e eficiente.
  • Postando com frequência, a taxa de entrega aos seus seguidores e demais usuários tende a se expandir, o que é ótimo para que mais pessoas conheçam sua escola.
  • Com postagens bem pensadas e interativas, seus estudantes se sentirão ainda mais como parte da escola, o que facilita muito na retenção e, também, na captação de novos alunos.

Mas aí vem a questão: o que postar nas redes sociais do seu centro de ensino? 

Acompanhe a seguir algumas ideias interessantes focadas no Instagram e no Facebook:

Conheça o potencial dos vídeos para atrair e fidelizar alunos

O audiovisual é a ferramenta ideal para chamar atenção nas redes sociais. Vídeos institucionais são excelentes formas de mostrar os diferenciais da escola. 

Mas lembre-se: os vídeos não precisam ser super elaborados ou ter um ar excessivamente sério.

Claro que existem os vídeos institucionais clássicos, que também são ótimas ferramentas de comunicação, mas por que se limitar a eles? Uma boa ideia é envolver o corpo docente e produzir vídeos curtos com conteúdo educativo.

Pensando numa escola de idiomas, por exemplo, você pode ensinar conteúdos básicos em outras línguas, como se apresentar, falar dos países que falam tal língua ou, ainda, explicar expressões da moda que se originaram de outro idioma (no inglês, em especial, essa é uma ideia pode gerar vários vídeos).

No caso de escolas de cursos técnicos profissionalizantes, é possível usar vídeos para esclarecer as principais dúvidas dos alunos, principalmente para mostrar o domínio dos professores (que estão representando a escola) sobre o assunto. Algumas ideias são:

  • Em que lugares as pessoas formadas no curso em questão podem trabalhar?
  • Como está o mercado de trabalho?
  • Como é o plano de carreira na área?
  • Quais conhecimentos básicos são abordados na escola?

Além de todas essas ideias, também é pertinente trabalhar vídeos com um teor mais persuasivo, por exemplo:

Para escola de idiomas:

  • Quais os benefícios de se aprender uma segunda língua na infância?
  • Como aprender um novo idioma pode ajudar no seu crescimento profissional?
  • Qual a importância de ter contato com novas línguas e culturas no mundo de hoje?

Para escolas de cursos profissionalizantes:

  • Quais as vantagens de um curso profissionalizante?
  • Casos de alunos que tiveram sucesso no mercado de trabalho
  • Como os cursos profissionalizantes da sua escola ajudam os alunos a cumprir as expectativas de profissionais do mercado de trabalho?

Para escolas de cursos técnicos as estratégias são semelhantes às dos cursos profissionalizantes. Contudo, ao produzir seus vídeos, é preciso levar em consideração as diferenças entre as categorias: cursos técnicos têm uma carga horária maior e são reconhecidos pelo MEC, por exemplo.

Apesar da possibilidade de postar materiais longos em ambos os canais, o ideal é publicar vídeos que não passem de 5 minutos. Encare esses conteúdos como um teaser do que sua escola pode oferecer.

Além disso, é válido explorar diferentes formatos no Instagram. Use o IGTV para vídeos mais longos e o Reels, ou mesmo os Stories, para conteúdos mais curtos e interativos.

As redes sociais também são importantes para melhorar a comunicação com a comunidade escolar. Saiba mais em nosso eBook:

Divulgue postagens com as atividades realizadas na escola

Postagens com fotos e vídeos do cotidiano da escola ou de eventos realizados são uma forma simples de fazer com que seu público conheça como é o dia a dia de um estudante. 

Essas publicações são excelentes para que seus futuros alunos consigam se enxergar como parte da rotina escolar. Esse processo de identificação cria um vínculo poderoso com a escola.

Graças ao Instagram, esse tipo de conteúdo ganha um espaço nos Stories. Os vídeos curtos, que desaparecem em 24 horas, são perfeitos para essa proposta.  Atualmente, há também uma ferramenta semelhante no Facebook.

Além disso, como já vimos, a constância nas postagens é muito bem-vinda. Publicações cotidianas são um jeito fácil e prático de manter o perfil ativo. Porém, atente-se para que elas tenham um sentido de estar ali. Evite postagens aleatórias. Para isso, um planejamento de posts semanal ou mensal é um grande aliado.

E lembre-se de que, no Instagram, tudo que for considerado mais importante e relevante pode ser armazenado nos “Destaques”, na página do perfil da escola.

Mais interação: use as redes sociais para testes de conhecimento

Dentro dos Stories do Instagram é possível realizar testes de múltipla escolha. Essa é uma forma divertida de interagir com seu público e despertar o interesse dele pela escola.

A ideia funciona tanto para testes de língua estrangeira quanto para cursos técnicos e profissionalizantes, que podem aproveitar a deixa para explorar curiosidades sobre as diferentes profissões e suas respectivas formações.

Outra ferramenta que pode ser usada para fazer esse tipo de conteúdo são os Reels, também do Instagram. Eles são vídeos curtos, com uma edição mais elaborada, mas feita intuitivamente dentro da própria rede social.

Os Reels ficaram famosos por serem descontraídos, mas muitas pessoas se aproveitam disso para transmitir informações relevantes de forma leve. 

Sua escola também pode fazer isso, adaptando as ideias dos Stories nos Reels, com a participação de alunos e funcionários, testando seus conhecimentos sobre um determinado tema. 

Além disso, é uma ótima forma de mostrar como os estudantes que fazem parte da sua escola de fato aproveitam e dominam o conteúdo de seus cursos.

Considere investir em impulsionamento nas redes sociais da sua escola

Você já ouviu falar de impulsionamento de posts? As redes sociais em geral limitam a taxa de entrega dos posts a uma determinada porcentagem do público. Para ir além, você pode investir dinheiro e garantir que seu conteúdo atinja mais pessoas.

No caso de postagens focadas exclusivamente em publicidade, é uma ótima pedida para garantir mais alcance e engajamento. E, felizmente, os valores para impulsionar são bastante acessíveis.

Lembra de quando falamos sobre determinar seu público-alvo? Aqui isso será mais importante do que nunca. Ao impulsionar uma postagem, você deve configurar corretamente para quais tipos de perfil ela deve ser entregue. 

Assim, você garante que o investimento valha a pena, uma vez que o conteúdo será recebido por pessoas que realmente possuem potencial para se tornarem alunos.

Quer saber mais sobre o potencial das redes sociais na sua escola? Então acesse nosso eBook:

compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on google
Gerente de Produto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *