Aulas em escola de idiomas e cursos livres: os desafios de ensino durante a pandemia

Descubra como professores podem lidar com os desafios da COVID-19 em escolas de idiomas, cursos livres e cursos profissionalizantes.

Por Marcelo Fossá em 18 de agosto de 2020.

Mesmo depois de meses de escolas fechadas, a adaptação para as aulas online continua sendo um desafio para alunos, professores e para a gestão escolar. E essa mudança é ainda mais complicada para escolas de idiomas e cursos livres.

Diferente do que acontece na educação básica, os alunos desse setor não tem nenhuma obrigação de continuar suas aulas. Pelo contrário. Alunos de cursos profissionalizantes, cursos livres ou escolas de idiomas só estudam porque querem (ou porque seus pais ou responsáveis querem). 

Isso significa que é muito mais fácil um aluno desistir de um curso desses do que sair de uma escola de educação básica.

E é por isso que a gestão escolar deve ser ainda melhor nestes tempos de pandemia da COVID-19, assim como no período de volta às aulas. Mas a gestão sozinha não é suficiente.

Para continuar estudando, o aluno deve se sentir interessado pelas aulas virtuais, engajado com o conteúdo e disposto a manter seu investimento no curso. E boa parte desse desafio cabe ao trabalho dos professores.

Os desafios dos professores durante a pandemia de COVID-19

Aulas online: Os desafios de ensino durante a pandemia | Sponte

Os professores sempre estiveram entre as figuras mais importantes dentro de uma escola. É tarefa deles não apenas passar os conteúdos, mas fazê-lo de forma a instigar os alunos a realmente aprenderem. Eles são os principais representantes na educação e no relacionamento com os alunos.

Justamente por isso, neste momento, são eles os mais importantes porta-vozes da sua escola de idiomas e cursos livres. São eles que estão em contato direto com os alunos nas aulas online e que estão precisando se adaptar a essa nova realidade.

E, apesar de toda a importância de sua posição, essa adaptação não está sendo assim tão fácil para os educadores. Segundo uma pesquisa do Instituto Península, publicada no final de maio 83% dos professores ainda se sentem despreparados para o ensino remoto.

88% dos 7.734 professores entrevistados para essa pesquisa também disseram que nunca tinham dado aulas a distância antes – e isso mostra o nível do desafio que a classe está tendo de enfrentar.

E as dificuldades não se limitam a usar novas ferramentas. É preciso lidar com a mudança de rotina, com as transformações da comunicação com alunos, com o impacto emocional e também com uma nova maneira de engajar seus estudantes – para que eles não desistam do curso.

No nosso blog, já falamos desse desafio para professores como um todo. Você pode conferir aqui: Os desafios que os professores enfrentam em meio a uma pandemia.

Mas, como já discutimos, a realidade de escolas de idiomas, cursos livres e cursos profissionalizantes é ainda mais desafiadora, pois o professor precisa se desdobrar para garantir que o aluno se sinta interessado a continuar o aprendizado, mesmo que em um formato diferente.

Por isso, preparamos este conteúdo diretamente para o professor, com dicas para lidar com tantos desafios. Confira:

Os cuidados com o emocional

Um choque tão grande, como a chegada dessa pandemia e a transformação que a seguiu, tem um potencial muito grande para causar danos psicológicos.

A rotina de todo mundo virou de cabeça para baixo, e a ameaça de uma doença extremamente contagiosa se tornou um medo constante. 

E o impacto nos professores foi ainda maior! Com as escolas fechadas, a mudança foi profunda. Muitos educadores estão tendo de lidar com aulas online pela primeira vez em suas vidas, e isso dá uma sensação de insegurança e um descompasso no emocional de qualquer um.

Por isso, é essencial buscar reconhecer como está seu comportamento, como você está passando por este momento e identificar a necessidade de auxílio profissional.

Buscar um psicólogo agora – mesmo que seja através de videochamada – pode ser a melhor escolha para cuidar da sua saúde mental e te manter tranquilo para continuar enfrentando os novos desafios.

Esse apoio psicológico pode ser fornecido também pela escola onde o professor trabalha. Já discutimos o apoio que a gestão pode dar neste momento. Confira: Superando desafios para ensinar: por que os professores precisam da gestão escolar mais do que nunca?

Mas, além disso tudo, nunca esqueça de tirar um tempo só para você. Sabemos que o trabalho de um professor em aulas a distância é muito exigente, mas é essencial descansar, ter um período de lazer, conversar com amigos e familiares e garantir que seu emocional esteja protegido.

O relacionamento com alunos, pais e responsáveis

Quando você dá aulas para crianças ou adolescentes, os pais e responsáveis têm uma grande importância no ensino a distância. Isso porque eles precisam ajudar a incentivar o aluno a estudar em casa e também respeitar o espaço dele na hora da aula.

Já quando suas aulas são para adultos, esse contato deve ser direto com eles, para manter a motivação com as aulas.

Em ambas as situações, é importante também ter contato direto com os alunos, para incentivar o estudo, encaminhar conteúdos, tirar dúvidas enviar notas, etc.

Contar com um aplicativo como o Sponte Agenda ou com o Portal do Aluno Sponte é uma forma muito boa para fortalecer esse contato – seja com o aluno ou com seus pais e responsáveis.

Mas lembre: você precisa ter um tempo para descansar e para o lazer. Deixe claro para seus alunos que você não está disponível o tempo todo e que eles não devem te chamar pelo WhatsApp – tenha horários definidos para esses contatos através de ferramentas oficiais, como a agenda e o portal. 

Isso evita que você perca seus momentos de sossego, que são tão importantes para a sua saúde psicológica.

O engajamento dos alunos nas aulas online

Aulas online: Os desafios de ensino durante a pandemia | Sponte

Um dos maiores desafios dos professores neste momento é se adaptar a essa nova forma de dar aula. São várias ferramentas novas que você deve aprender a usar, várias metodologias que devem ser alteradas e ainda é preciso lidar com a disciplina dos alunos.

Por isso, o primeiro passo é conhecer as ferramentas de aula online. O Sponte conta com um recurso de Sala de Aula Online, além de funcionalidades para lançar notas, passar avaliações e muito mais. Temos uma live para você entender como usar algumas dessas ferramentas: Sponte – Não pare a sua escola! Saiba como realizar aulas e avaliações online.

Tudo isso é fundamental para que suas aulas mantenham a qualidade e que você continue levando a educação para seus alunos. 

Além disso, é essencial buscar formas de manter o engajamento dos alunos. Sabemos que em casa eles têm mais distrações e é muito mais difícil captar sua atenção. 

Por isso, você precisa de metodologias ativas no EAD! Alguns exemplos são:
  • A sala de aula invertida: O professor disponibiliza os materiais de estudo previamente e propõe discussões em aula, atuando como mediador e guia desse aprendizado em que o aluno é protagonista.
  • Promoção de debates: Incentive debates entre os alunos, para eles melhorarem seu poder de argumentação e de troca de ideias, além de se sentirem mais engajados.
  • Aplicação de atividades lúdicas: Seja para crianças, adolescentes ou mesmo adultos, é muito interessante contar com jogos e outras atividades mais lúdicas para deixar a aula mais interessante e aumentar a sensação de participação dos alunos.

Além disso, também vale a pena contar com ferramentas que ajudem no engajamento dos alunos. Há lousas digitais, como a Jam Board, do Google. Há também formas de receber feedbacks durante a aula, através do Mentimeter.

Outra forma legal de engajar, com uma atividade lúdica que também serve para a educação é através de jogos de perguntas e respostas com o conteúdo das aulas. O Kahoot pode ser uma ótima ferramenta para isso!

Ficou curioso com essas ferramentas digitais? Todas elas são totalmente gratuitas e você pode conhecer mais sobre elas e também sobre a Sala de Aula Online do Sponte em uma de nossas lives: Sala de Aula Online.

Conclusão

Os desafios dos professores nestes tempos de pandemia são grandes! Principalmente nas escolas de idiomas e cursos livres. 

No entanto, com conhecimentos e ferramentas adequadas, é possível superar essas dificuldades e apresentar aulas cada vez mais interessantes.

Se você quer saber ainda mais sobre como as escolas podem lidar com este período de COVID-19, acesse nosso eBook:

Marcelo Fossá / Gerente de Atendimento

Atualmente é Gerente do Atendimento da Sponte há quase 8 anos e possui experiência nas áreas de suporte e sucesso do cliente.