Como transmitir um bom feedback.

Aprenda em alguns passos como mostrar e transmitir da forma correta um feedback a todos e a todo momento de forma simples e prática

Por Sponte em 17 de dezembro de 2015.

Para muita gente, saber que receberá um feedback é motivo para sentir frio na espinha. Muito disso é por conta da sensação desconfortável de ser avaliado, julgado. Mas também é possível que a sensação venha do trauma de um feedback mal apresentado. Ouvir pode ser ruim, mas repassar também não é fácil. A falta de preparo de gestores em avaliar pode gerar situações embaraçosas e consequentemente ineficientes.

Primeiramente, feedback não é bronca, lavação de roupa suja ou lição de moral. O feedback é uma forma de melhorar um comportamento, uma postura; ou seja, é uma ferramenta de aprimoramento, de alinhamento da atuação do profissional com relação ao que a empresa espera dele.

Na sua escola você deve estar pensando em avaliações, reuniões e feedbacks. Pois vamos a algumas dicas para melhorá-los.

Frequência

Feedback não é coisa de fim de ano, ele precisa ser algo frequente. Isso é importante para que a equipe esteja sempre alinhada com os propósitos da escola. Crie uma rotina de encontros individuais, voltados especificamente para os feedbacks.

Detalhes

Nada de dar voltas, ou ser generalista. O ideal é ser o mais específico possível, detalhando os pontos que precisam ser apontados e, se possível, comparar o andamento com o que já foi tratado em outros encontros de feedback, e elogiar sempre que for conveniente. Com isso, o servidor saberá que você está prestando atenção em seu desempenho.

Qualidades

Apontar os erros, no sentido mais tradicional do termo, é a pior forma de começar um feedback. Valorize os pontos positivos e as qualidades, preparando o terreno para os pontos que precisam ser revistos e melhorados. Dessa forma, os riscos de alguém sair magoado – e pior, desmotivado – são bem menores.

Postura

Equilíbrio é a palavra de ordem quando o assunto é tom de voz. Lembre-se que a intenção da conversa é aprimorar, não intimidar ou pisar em ovos, sem contar que é muito mais fácil conquistar a confiança das pessoas quando se tem equilíbrio emocional.

Sponte /