Por Cristopher Morais, 17 de junho de 2021

As mudanças da pandemia na coordenação e direção de escola

A covid-19 mudou a gestão escolar, e tanto diretores quanto coordenadores têm sentido isso. Saiba como lidar com as transformações do ensino.

As mudanças da pandemia na coordenação e direção das escolas

A pandemia de covid-19 e as aulas a distância modificaram completamente a rotina dos profissionais da gestão escolar. Por um lado, essa nova realidade dificultou a tanto a administração quanto a educação, e criou problemas até para o financeiro da escola.

Por outro lado, a exigência das aulas online forçou gestores a buscarem novidades, melhorarem seus processos, lidarem com a inadimplência e desenvolverem a possibilidade do ensino híbrido: tudo levando mais tecnologia para o dia a dia escolar.

Mas, para superar os desafios e aproveitar as novas possibilidades, é preciso saber mais sobre as mudanças que diretores escolares e coordenadores vêm enfrentando com a pandemia:

As mudanças na direção escolar com as escolas fechadas
As adaptações na coordenação escolar durante a pandemia de covid-19
A gestão do time pedagógico a distância durante o isolamento social

As mudanças na direção escolar com as escolas fechadas

Estar na direção de uma escola não é tarefa fácil. Mas, recentemente, as incumbências desse cargo e as expectativas sobre ele aumentaram drasticamente. Afinal, com os desafios do coronavírus na gestão escolar, os diretores precisaram tomar conta de mais responsabilidades.

Se é difícil para os professores lidarem com questões pedagógicas e para os funcionários do administrativo e do financeiro resolverem questões relacionadas às suas áreas, imagine para o profissional que faz a gestão de todas essas frentes.

A soma de todos esses pontos exigiu alterações nos processos escolares. Cada escola se adaptou de acordo com suas próprias demandas, mas algumas mudanças aparecem de forma mais comum em muitas instituições.

Sem dúvidas, o primeiro ponto importante se refere à necessidade de reuniões mais frequentes tanto com o corpo pedagógico quanto com o time administrativo e, também, com os pais e responsáveis dos alunos. 

Isso porque, especialmente em tempos em que o trabalho precisa ser feito a distância, estar a par de tudo que está acontecendo é mais importante do que nunca.

Nesse ponto, a tecnologia ajudou muito na comunicação da escola com pais e responsáveis, uma vez que facilitou a participação de todos em reuniões virtuais. 

Outra questão que diretores estão levando em consideração é a situação da pandemia para manter os planejamentos sempre flexíveis e adequados à situação. Afinal, atualmente, a incerteza ainda está presente no futuro das escolas.

O abre e fecha de instituições devido à variação no número de infecções pelo coronavírus, além da própria pressão dos pais e responsáveis pela abertura das escolas, impossibilita um planejamento que seja muito rígido em suas estratégias.

A gestão escolar precisa saber trabalhar com diversas opções para alcançar seus objetivos, sempre levando em consideração a situação de cada município no aspecto saúde pública.

Inclui-se nesse raciocínio o planejamento financeiro da escola, que precisa se adequar às diferentes necessidades e manejar os recursos com sabedoria e responsabilidade. 

Isso vai ser especialmente necessário na retomada das aulas presenciais, quando será fundamental adquirir uma série de equipamentos de segurança. Em tempos de crise econômica, para gerir as finanças da escola e tomar decisões é preciso ter essa adaptabilidade.

Além dessas questões, os protocolos para funcionamento das escolas durante a pandemia também se tornaram uma preocupação da direção, pois as recomendações precisam ser seguidas à risca para manter a qualidade da educação, mesmo no ensino remoto.

Com tantas responsabilidades na pauta dos diretores escolares, já era de se esperar um aumento nas horas trabalhadas. As tarefas que antes eram deixadas de lado após o fim do expediente, começaram a invadir horários originalmente reservados para o descanso e lazer.

Para evitar que isso se transforme em uma bola de neve, a melhor opção é contar com um sistema de gestão escolar que facilite os processos internos da instituição de ensino

Com a ferramenta apropriada, é possível otimizar o tempo de trabalho e manter os níveis de produtividade da direção escolar e da equipe como um todo.

A melhor opção, sem dúvidas, é um software que funcione conectado à internet e armazene os dados de forma online, se tornando uma ótima forma de eliminar burocracias desnecessárias e, ainda, garantir a qualidade do serviço.

Além disso, é essencial que o sistema conte com uma ferramenta de aulas online, seja para as aulas a distância ou para o ensino híbrido. Um portal que sirva como canal de comunicação com a comunidade escolar também é fundamental. E o Sponte tem essas duas opções e muito mais.

As adaptações na coordenação escolar durante a pandemia de covid-19

Os coordenadores pedagógicos também viram mudanças acontecerem em suas atribuições, com acréscimos às funções que já exerciam. 

O principal objetivo desse profissional ainda é auxiliar os professores durante esse momento difícil. O que mudaram foram os meios e as ferramentas para fazer isso, principalmente com a implementação da tecnologia na rotina da escola, que para muitos ainda continua no ensino remoto.

Assim como no caso dos diretores, mais reuniões se tornaram comuns para que os coordenadores consigam se manter a par do que está acontecendo em sala de aula, acompanhando cada professor durante o processo pedagógico.

Saiba mais: Acompanhamento pedagógico online e presencial: como realizar e o que muda em cada formato?

Além disso, é preciso trabalhar questões envolvendo os âmbitos profissionais e psicológicos dos educadores. 

A pressão do ensino a distância, somada à sensação de insegurança e incerteza deste momento, é uma questão que afeta os professores no quesito pessoal, impactando diretamente sua produtividade. 

Muitos se sentem desestimulados a trabalhar e a lidar com esses problemas. Portanto, oferecer apoio dentro do âmbito acadêmico também se tornou parte do dia a dia dos coordenadores.

Outro ponto que ainda chama muita atenção é a formação de professores, sobretudo em conhecimentos sobre o uso das ferramentas tecnológicas usadas nas aulas. 

Mesmo após um ano de ensino remoto, muitos docentes ainda sentem alguma dificuldade relacionada às novas tecnologias. Isso é muito comum em profissionais com formações mais tradicionais ou que moram em lugares onde o acesso a esse tipo de ferramenta é restrito.

Saiba mais: Aulas online: aprendizado também para o professor.

Além disso, as famílias dos alunos também estão pedindo por mais atenção do que antes. Por isso, o coordenador pedagógico precisa estreitar o diálogo com os familiares dos alunos.

A gestão do time pedagógico a distância durante o isolamento social

A gestão do time pedagógico a distância durante o isolamento social

Há vários desafios na tarefa de administrar a equipe pedagógica e, atualmente, existem alguns pontos que precisam de ainda mais cuidado. Confira a seguir boas recomendações de como aprimorar sua gestão, levando em conta as mudanças que atingiram as as instituições de ensino no último ano:

1. Aposte na comunicação com a comunidade escolar

Comunicar-se é fundamental em um momento como este. Diante disso, o fluxo de informações entre alunos, professores, coordenadores, pais e responsáveis é muito grande. Para conseguir lidar com todas essas questões da melhor maneira possível, é fundamental estabelecer canais de comunicação eficientes.

Cada gestor conhece a realidade da própria escola e, por isso, tem a condição de propor a melhor solução para sua comunidade escolar. As opções mais comuns são o WhatsApp, aplicativos de videochamada e plataformas voltadas para o ensino a distância.

Um bom sistema de gestão escolar também é uma alternativa viável, se tiver as ferramentas certas. O Sponte, por exemplo, possui no seu Portal do Aluno funcionalidades específicas para facilitar a comunicação entre estudantes, professores, coordenação pedagógica e pais e responsáveis.

2. Garanta a acessibilidade de documentos importantes

A tecnologia apresentou opções muito mais práticas para o compartilhamento de dados. Principalmente com o ensino remoto, os papéis foram deixados de lado para que as informações tão essenciais de cunho administrativo, financeiro e pedagógico sejam disponibilizadas com mais eficácia.

Se sua escola ainda usa métodos como WhatsApp e e-mail para essa tarefa, saiba que já existem sistemas próprios para ajudar no compartilhamento de planilhas, documentos e demais dados importantes para a gestão escolar de forma muito mais organizada. 

Sem dúvidas, toda a equipe agradecerá por poder contar com uma ferramenta que otimiza tanto o tempo de trabalho, além de eliminar obstáculos relacionados à transição dessas informações.

3. Dê atenção às reclamações de pais, alunos e equipe da escola

Nenhuma gestão é perfeita e é essencial que esse fator seja assimilado. Com isso em mente, é possível receber os comentários da comunidade escolar com um novo olhar. Portanto, é preciso entender que mesmo as reclamações mais duras tendem a revelar problemas a serem solucionados.

Por isso, é recomendável analisar calmamente qualquer contribuição trazida pelo corpo pedagógico, por alunos e pelos seus pais e responsáveis. 

Pode ser a oportunidade que a gestão precisava para ter insights e implementar novas práticas, adaptações ao sistema atual e até mesmo investir na formação continuada dos professores e demais funcionários.

4. Tenha um olhar de gestão humanizado

Sabemos que a situação atual das escolas, sejam elas públicas ou privadas, não é das mais confortáveis. Enquanto gestores, as questões administrativas pesam muito e há a tendência de valorizá-las acima de tudo, afinal esse é o seu trabalho. 

Porém, é importante sempre lembrar de que a escola é feita de indivíduos com suas próprias histórias fora da sala de aula.

Provavelmente, sua escola precisará lidar com algum aluno ou funcionário que perdeu algum ente querido ou que ainda está lidando com a covid-19 de alguma forma. 

Isso afeta o desempenho no trabalho e em sala de aula. Sabendo disso, é importante ser compreensivo e oferecer apoio corretamente a todos que estão abalados com a pandemia.

Quais mudanças e desafios foram, ou estão sendo, mais marcantes para a gestão administrativa e pedagógica da sua escola? Compartilhe sua experiência nos comentários.

Com todas essas mudanças, as escolas estão evoluindo e toda a realidade da educação está se transformando. Nós preparamos um eBook especial sobre as escolas do futuro. Confira:

compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on google
Gerente de Produto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *